Publicidade

Notícias de saúde

Brasil: Campanhas Buscam Diminuir o Déficit de Sangue no País

São Paulo, 22 de Novembro (eHLA). Na Semana Nacional do Doador de Sangue, que começou segunda-feira, dados da cidade de São Paulo mostram que a demanda por sangue aumenta no Estado. Registros da Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo, com sede no Hospital das Clínicas da USP revelam que, no mês passado, foram atendidos apenas 56,95% dos pedidos de sangue feitos pelos 300 hospitais públicos da região. Segundo o Pró-Sangue, o número de doadores vem caindo nos últimos anos, e a procura por sangue, aumentando. "Oito novos hospitais foram abertos, mais procedimentos clínicos vêm sendo feitos, além de maior número de cirurgias e mais complexas", diz o médico superintendente de qualidade da fundação, Mario Ivo Serinolli. De 1995 a 1998, a média mensal de doadores ficou entre 21 mil e 23 mil. Nos últimos 12 meses, caiu para 19 mil. Por lei, sangue não é cobrado e o SUS paga R$ 116,86 aos hospitais pelo serviço de coleta.

Carteiros aumentam em quinze vezes doações de sangue no sul do país

Uma parceria entre o hemocentro regional de Santa Rosa (RS) e os carteiros elevou de 20 para 300 o número de doadores de sangue na cidade. Organizados, eles fundaram, a primeira associação de doadores de sangue do Rio Grande do Sul. Os carteiros, treinados em fevereiro por técnicos do hemocentro, passaram a conversar sobre doação com os moradores da cidade. Com o aumento de doadores, o hemocentro de Santa Rosa, que atende 33 municípios, não está enfrentando problemas na captação de sangue. Segundo a vice-presidente da associação, Juracema Oliveira, cerca de 600 bolsas (de 400 mililitros) são distribuídas por mês na região e 200, mantidas em estoque. "Não tem faltado sangue", disse Juracema. A parceria com os Correios se ampliou e, atualmente, os carteiros estão distribuindo no Estado um folheto que busca mais doadores, tendo como slogan: "Aqui tem sangue gaúcho. Obrigado, tchê. Os hemocentros do Rio Grande do Sul te agradecem".

Promoções para conscientizar doadores

Hospitais públicos e privados aproveitam a Semana Nacional de Doador de Sangue para tentar conquistar novos doadores e melhorar os estoques de seus bancos. O Hospital Albert Einstein promove evento nos dias 24 e 25, com informações, brindes e lanches. Além de um clube de doadores, a Fundação Pró-Sangue instituiu a campanha "Imite Seu Ídolo - Doe Sangue", como forma de ganhar novos voluntários. A Associação Brasileira de Voluntários do Sangue, criada em 97, atua junto às pessoas que vão aos bancos de sangue pela primeira vez, geralmente para repor o sangue de algum amigo ou parente. A idéia é convencê-lo a se tornar um doador voluntário. "Se cada pessoa que faz uma doação passar a doar duas vezes ao ano, teremos resolvido todo o problema de sangue no Brasil", diz Márcia Tedesco, presidente da associação.

Associação Brasileira de Voluntários do Sangue, tel. 0XX/11/3034-4612.

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: