Publicidade

Notícias de saúde

Brasil Terá Primeiro Curso de Médicos de Harvard Fora dos EUA

SÃO PAULO (Reuters) - Pela primeira vez, médicos da Harvard Medical International (HMI) ministram, fora dos Estados Unidos, um programa educacional para discutir temas ligados ao tratamento de pacientes.

O Brasil será o primeiro país fora dos Estados Unidos onde será realizado o Practi-Med 2000, curso promovido pela HMI em parceria com sociedades médicas brasileiras e que reunirá médicos generalistas e especialistas nos dias 1o. e 2 de dezembro, em São Paulo.

"A escolha do Brasil ocorreu em função da medicina especializada e altamente sofisticada do país, além do contato com sociedades e lideranças médicas bem-organizadas", disse Robert Crone, presidente da HMI.

Durante o curso, 14 professores da Universidade de Harvard e 14 especialistas brasileiros vão debater questões relacionadas à prática de todas as especialidades, como diabete, câncer, obesidade, Aids, doenças cardiovasculares, saúde da mulher, saúde mental, entre outros.

"O tópico mais importante do curso é o paciente, que deve ser visto como um ser humano com diferentes problemas. Por isso, damos ênfase à atualização e aperfeiçoamento do clínico-geral, que interage diretamente com o paciente e tem uma visão generalizada, sem analisar seus problemas de acordo com diversas especialidades", destacou Crone.

Segundo o presidente da HMI, a medicina muito especializada é um problema reconhecido há cerca de dez anos nos Estados Unidos, e programas como esse permitem a interação de especialistas e clínicos-gerais.

"Com o programa, generalistas podem se atualizar sobre novos diagnósticos, tratamentos e tecnologias de administração de doenças e especialistas podem aprender com eles, para saber quais são suas necessidades", disse Crone.

O programa deve ser realizado posteriormente no Reino Unido, Alemanha e Hong Kong, afirmou Crone.

"Este curso de educação continuada no país vai melhorar o padrão da medicina brasileira e elevá-la a nível mundial", avaliou o médico Roberto Botelho, co-diretor do Practi-Med 2000.

Crone afirmou que um aspecto importante do Practi-Med no Brasil é que a geografia do país permite a realização da educação a distância.

"Através do uso de novas tecnologias, o programa pode ser estendido a outras cidades e não se concentrar somente em grandes centros", disse Crone.

O Practi-Med 2000 será transmitido por videoconferência a outras cidades do país. "Uberlândia, Belo Horizonte e Recife são algumas das cidades que devem participar do evento a distância, mas os locais ainda têm de ser confirmados", afirmou Valdenize Tiziani, diretora da HMI no Brasil.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: