Publicidade

Notícias de saúde

Ingrediente de Antigripal e Emagrecedores Pode Ser Nocivo

Por Gene Emery

BOSTON (Reuters) - Duas drogas comumente encontradas em produtos para emagrecer podem causar efeitos colaterais potencialmente mortais, de acordo com dois estudos que serão publicados em dezembro em New England Journal of Medicine.

Um dos estudos, da Universidade de Yale, descobriu que pessoas tomando a droga fenilpropanolamina estavam 16 vezes mais propensas a sofrer um derrame do que pessoas que não estavam tomando a droga.

Essa droga também é amplamente encontrado em remédios para resfriado e gripe.

A outra droga, conhecida como efedrina ou ma-huang, é um ingrediente em produtos que alegam aumentar a energia e não só reduzir o peso. Os resultados do estudo da Universidade de Califórnia sugerem que a efedrina é capaz de causar diversas doenças, de convulsões a problemas cardíacos.

Os dois estudos serão publicados na edição de 21 de dezembro de New England Journal of Medicine. A publicação, que raramente libera seus artigos antes, decidiu adiantar os estudos na segunda-feira "devido às potenciais implicações clínicas e à saúde".

Neal Benowitz e Christine Haller, da Universidade da Califórnia, revisaram relatórios de 140 pacientes submetidos à Food and Drug Administration (FDA), órgão norte-americano que regula drogas e alimentos, sobre a efedrina.

Walter Kernan e sua equipe, da Universidade de Yale, entrevistaram pacientes em 43 hospitais dos Estados Unidos em relação à fenilpropanolamina.

O público precisa saber que as duas substâncias podem representar um perigo, segundo o Kernan e Benowitz.

Benowitz disse que pessoas com doenças cardíacas, pressão sanguínea alta, problemas renais, problemas psiquiátricos ou hipertireoidismo, ou que já sofreram um derrame ou uma convulsão podem querer obter mais informações sobre a efedrina.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: