Publicidade

Notícias de saúde

Maior consumo de frituras pode aumentar o risco de doenças cardíacas

14 de fevereiro de 2019 (Bibliomed). Comer alimentos fritos pode aumentar o risco de doenças cardíacas e morte em mulheres com mais de 50 anos.

Pesquisadores usaram dados de saúde e dietéticos em 106.966 mulheres pós-menopáusicas inscritas em um grande estudo de saúde entre 1993 e 1998, e acompanharam sua saúde até o início de 2017.

Eles descobriram que, em comparação com as mulheres que não comiam frango frito, as que comiam frango frito uma vez por semana ou mais tinham 12% de aumento no risco de morte prematura por qualquer causa e 11% aumentavam o risco de morte por doença cardiovascular. As mulheres que comeram peixe frito, muitas vezes, tinham um aumento de 7% no risco de mortalidade e um aumento de 12% no risco de morte cardiovascular em comparação com aqueles que não comiam nenhum.

O estudo, publicado na revista BMJ, foi controlado por idade, raça, educação e muitas características de dieta, saúde e comportamento.

Essas são associações modestas. E as frituras são apenas um componente de uma dieta geral. Mas é provavelmente uma boa ideia de, pelo menos, reduzir o tamanho da porção e a frequência do consumo de frituras.

Fonte: BMJ 2019;364:k5420.

Copyright © 2019 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: