Publicidade

Notícias de saúde

Quais são as condições do sistema de saúde da Venezuela?

30 de abril de 2018 (Bibliomed). Segundo informa a CNN, uma pesquisa com 104 unidades de saúde na Venezuela, encomendada pela Assembleia Nacional, controlada pela oposição, mostra um quadro sombrio de um sistema em colapso sofrendo até pelos bens e serviços mais essenciais. De acordo com o relatório, a maioria dos serviços de laboratório e serviços de nutrição hospitalar são intermitentes ou completamente inoperantes. Estatísticas espantosas destacam a escassez de itens como medicamentos básicos, cateteres, suprimentos cirúrgicos e alimentos de fórmulas infantis.

Na causa deste gigantesco problema, estariam a má administração dos fundos do governo e o preço em queda do petróleo. A inflação disparada criou extrema escassez de alimentos, remédios e outros itens essenciais, enquanto interrupções de energia planejadas (e não planejadas) são comuns em todo o país e não discriminam entre serviços críticos como clínicas e hospitais e as residências. 

Quatorze por cento das unidades de terapia intensiva foram fechadas porque não podem operar - e a grande maioria das UTIs abertas apresenta falhas intermitentes devido à falta de suprimentos, de acordo com o relatório. Quase um quarto das UTI pediátricas está fechado.

Desde 2016, as mortes de recém-nascidos têm aumentado, mas os registros oficiais são difíceis de encontrar. O presidente venezuelano, Nicolas Maduro, demitiu a ministra da Saúde, Antonieta Caporale, no início de 2017, dias depois que seu departamento divulgou seu primeiro lote de dados relacionados à saúde em dois anos. O relatório mostrou taxas crescentes de mortalidade infantil e materna. As mortes relacionadas à gravidez aumentaram 66% e 11.466 crianças morreram - um aumento de 30%.

A pesquisa foi realizada ao longo dos primeiros 10 dias de março de 2018, em conjunto com a organização venezuelana de médicos e especialistas “Médicos para a Saúde”. A pesquisa cobriu 55 cidades e 22 dos 23 estados da Venezuela. Os números são assustadores. Um dia em uma UTI privada pode custar entre US$130 e US$216 na taxa de câmbio atual. Dar à luz pode custar entre 75 e 200 dólares, dependendo da clínica. O salário mínimo na Venezuela é de cerca de US$1,50 por mês, e os residentes recebem US$4 adicionais em cupons de alimentos emitidos pelo governo.

Segundo a CNN, o governo venezuelano nega que exista esta crise na saúde.

Fonte: CNN Internacional.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: