Publicidade

Notícias de saúde

Alcoólatras têm dificuldade de reduzir o consumo de bebidas mesmo quando motivados

19 de março de 2018 (Bibliomed). Poucos indivíduos de alto risco motivados para reduzir o seu consumo de álcool são bem sucedidos nesta missão após seis meses. Isso é o que indica um estudo publicado no periódico Addiction.

Pesquisadores britânicos avaliaram dados auto-relatados de 2.928 etilistas de maior risco no Alcohol Toolkit Study. Os dados foram coletados em uma série de levantamentos mensais de domicílios de adultos com idade igual ou superior a 16 anos na Inglaterra.

Os pesquisadores descobriram que os participantes que relatam maior motivação inicial para reduzir o consumo de álcool foram mais propensos a ter tentado reduzir o consumo no acompanhamento (odds ratio ajustado [OR], 2,39; intervalo de confiança de 95%, 1,75 a 3,29). Durante o período de seguimento, houve uma redução geral no consumo de álcool (OR ajustado, 0,72; intervalo de confiança de 95%, 0,65 a 0,79). No entanto, a motivação não teve efeito em reduzir ainda mais o consumo, tendo inclusive a medida do efeito das diferenças realmente sugerindo aumento médio de ingestão alcóolica (ajustado OR, 1,37; intervalo de confiança de 95%, 0,99 a 1,88).

Os etilistas crescentes e de maior risco na Inglaterra, que relatam maior motivação para reduzir seu consumo, têm maior probabilidade de reportar uma tentativa de redução nos próximos seis meses, mas isso pode não estar associado a uma redução no consumo de álcool, segundo os autores.

Fonte: Addiction. DOI: 10.1111/add.14132.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: