Publicidade

Notícias de saúde

Cálcio nas artérias coronárias pode ser o melhor indicador de risco cardiovascular

02 de outubro de 2017 (Bibliomed). A taxa de eventos cardiovasculares é baixa para pacientes sem cálcio nas artérias coronárias (CAC), o que melhora a previsão geral entre os pacientes que pensam estar sob risco de doença cardiovascular aterosclerótica (ASCVD), de acordo com uma publicação na revista JACC: Cardiovascular Imaging.

Os pesquisadores analisaram 6.814 pessoas, com 45 a 84 anos de idade, todas livres de ASCVD. Os participantes foram submetidos a duas varreduras CAC e foram acompanhados para a ocorrência de acidente vascular cerebral (AVC), infarto do miocárdio e morte de origem cardiovascular.

A equipe descobriu que a taxa global de eventos foi de 3,2 em 1.000 pessoas-anos. Isso incluiu 2,9 em 1.000 pessoas-anos para aqueles sem CAC e 5,4 em 1.000 pessoas-anos para aqueles com escores de CAC de 1 a 10. Entre os subgrupos de participantes com outros fatores de risco (como idade avançada, diabetes, tabagismo) e sem CAC , nenhuma das taxas de eventos excedeu o limite de risco de 7,5% em 10 anos para o tratamento do colesterol. Em modelos multivariáveis, apenas a idade, tabagismo e hipertensão predisseram doença cardiovascular aterosclerótica significativa, com hipertensão sendo um preditor mais pronunciado naqueles com escores de CAC de 1 a 10 comparados a escores zero.

Assim, em presença de taxas de ASCVD muito inferiores a 7,5% quando CAC está ausente, as modificações de estilo de vida, a cessação do tabagismo e o controle de hipertensão devem ser as principais prioridades, segundo os autores.

Fonte: JACC: Cardiovascular Imaging. Volume 10, Issue 8, August 2017. DOI: 10.1016/j.jcmg.2017.04.016

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: