Publicidade

Notícias de saúde

Pode ocorrer interações entre medicamentos no tratamento do câncer

17 de julho de 2017 (Bibliomed). Pacientes com câncer frequentemente apresentam interações medicamentos- suplementos de ervas (IDH) e interações medicamentos-medicamentos (DDI), algumas das quais têm consequências clínicas. Isso é o que indica artigo publicado no site da revista Journal of Oncology Practice.

Pesquisadores administraram um questionário aos pacientes que estavam iniciando uma nova terapia anticâncer para identificar o uso concomitante de qualquer medicamento de venda livre ou suplementos de ervas. Os autores examinaram DDI clinicamente relevantes e IDHs entre 149 pacientes. Se o farmacêutico clínico reconheceu uma DDI potencialmente clinicamente relevante, a notificação foi enviada ao médico oncologista que prescreveu.

Os pesquisadores identificaram 36 DDIs potencialmente clinicamente relevantes em 26 pacientes (17,4%); todos os DDIs levaram a modificações na terapia. No momento da notificação do farmacêutico, 2,7% dos pacientes apresentavam consequências clínicas de DDIs. No geral, 84 pacientes (56,4%) relataram uso de suplemento de ervas concorrentes e ocorreram 122 IDHs possíveis. Havia uma associação independente para o uso concomitante de pelo menos dois medicamentos com alto risco de DDI clinicamente significativo.

Os autores concluíram que interações medicamentos-medicamentos com um potencial clinicamente relevante e possíveis interações medicamentos- suplementos de ervas foram frequentemente detectados neste estudo. Uma abordagem multidisciplinar é necessária para identificar e evitar combinações potencialmente prejudiciais com terapia anticancerígena.

Fonte: Journal of Oncology Practice. DOI: 10.1200/JOP.2017.020859

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: