Publicidade

Notícias de saúde

Adolescentes Deprimidos Correm Risco de Recaída

Por Chernicia E. Huggins NOVA YORK (Reuters Health) - Quatro entre cinco adolescentes deprimidos não recebem tratamento, de acordo com um novo estudo dos Estados Unidos. E a falta de uma terapia pode aumentar o risco de uma nova depressão na idade adulta.

"Quase 70 por cento dos adolescentes que tiveram um distúrbio depressivo importante (MDD) até os 18 anos sofreram outra depressão entre os 19 e os 24 anos, isto é, em um período de tempo relativamente curto", disse à Reuters Health, Peter M. Lewinsohn, chefe da equipe e veterano pesquisador do Oregon Research Institute (Instituto de Pesquisa de Oregon), em Eugene.

Além disso, nos anos subsequentes, muitos desses jovens receberam diagnósticos de outro problema psiquiátrico, segundo trabalho da equipe de Lewinsohn publicado na edição de outubro do American Journal of Psychiatry.

Um estudo que acompanhou jovens de 24 que sofreram de depressão na adolescência revelou que de um total de 274 pacientes, "21,2 por cento tiveram outro episódio de MDD ('pura'); 24,5 por cento passaram por outro episódio de MDD associado a outro distúrbio emocional e 22,1 por cento não tiveram recorrência de depressão, mas tiveram problemas com uso de alguma substância química", disse Lewinsohn.

Os pesquisadores verificaram que meninas que se envolveram em conflitos com os pais foram mais propensas que meninos a ter episódios recorrentes de depressão.

Os autores observaram histórico familiar ou pessoal de depressão e sintomas de personalidade limítrofe também aumentam os riscos de nova depressão na idade adulta.

"Essas descobertas ressaltam a importância de identificar adolescentes e jovens que correm risco de ter depressão para tratar aqueles que manifestam o problema e tentar evitar que ele apareça novamente naqueles mais propensos", declarou Lewinsohn.

Para o autor, isso deveria ser prioridade na saúde pública, num esforço que poderia envolver acompanhamento periódico -- talvez anual -- destes indivíduos.

Em um editorial que acompanhou o estudo, Andres Martin e Donald J. Cohen observaram que apenas 20 por cento dos adolescentes estudados receberam alguma forma de tratamento.

"Isto indica que estamos desperdiçando a oportunidade de oferecer tratamento para esses adolescentes", escreveram os editorialistas.

Mais pesquisas são necessárias para "definir com precisão como aproveitar ao máximo a oportunidade que o diagnóstico e o tratamento adequados da depressão em adolescentes prometem ser", concluíram Martin e Cohen.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: