Publicidade

Notícias de saúde

Cientistas Descobrem Novo Alvo Para Tratar Câncer Infantil

LONDRES (Reuters) - Cientistas norte-americanos anunciaram na quarta-feira a descoberta de uma novo alvo potencial para o tratamento de um tipo de câncer infantil.

Pesquisadores da Escola de Medicina Albert Einstein, em Nova York, descobriram um gene específico que contribui para o desenvolvimento de neuroblastoma, uma forma de tumor maligno mortal que afeta crianças.

De acordo com o estudo publicado na revista Nature, os pesquisadores verificaram que os neuroblastomas produzem grandes quantidades de um gene chamado Id2, que prejudicam o funcionamento de supressores naturais de tumor.

"As quantidades excessivas de Id2 prejudicam a função de uma das mais importantes proteínas responsáveis pela prevenção do crescimento do tumor, a proteína do gene RB", afirmou a escola em um comunicado. A proteína controla o processo de divisão celular em algumas células.

Os pesquisadores acrescentaram que, no caso de neuroblastoma, o Id2 se acumula devido a outro gene, chamado oncogene N-myc, que promove a proliferação celular e está abundantemente presente em neuroblastomas.

"A compreensão desses detalhes do câncer em nível genético deve permitir a descoberta de novas armas para combater a doença", disse Antonio Iavarone, um dos coordenadores do estudo, em um pronunciamento.

Iavarone e sua equipe afirmaram que, em condições normais, o Id2 é importante no desenvolvimento, pois ele desencadeia a produção de células cerebrais.

Normalmente, quando já foram produzidas células cerebrais suficientes, no entanto, o Id2 é desativado pela proteína do gene RB. Os pesquisadores testaram a teoria em camundongos geneticamente modificados para não produzir a proteína do gene RB. Durante os testes, os animais morreram antes de nascer devido ao crescimento excessivo das células cerebrais. Em outro teste, camundongos sem Id2 e sem a proteína nasceram normalmente.

"Este estudo mostra que certos tipos de câncer infantil, como o neuroblastoma, têm origem em processos de desenvolvimento normais que se distorcem", disse Anna Lasorella, uma das coordenadoras do estudo.

"Agora, podemos desenvolver drogas que irão neutralizar o gene Id2. Estas drogas devem fornecer um tratamento altamente concentrado e efetivo contra o neuroblastoma -- e talvez contra outros tipos de câncer também", afirmou Iavarone.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: