Publicidade

Notícias de saúde

Dormir mal associado à inflamações no intestino

3 de novembro de 2014 (Bibliomed). Dormir menos pode estar relacionado com o risco aumentado de surgimento da colite ulcerativa, sugere um novo estudo.

A colite ulcerativa é uma doença inflamatória crônica que atinge o intestino grosso em extensão variável. Atinge mais os adultos jovens, e leva a sintomas de diarreia sanguinolenta, dor na barriga, febre, mal estar e perda de peso. A doença conduz à piora importante da qualidade de vida dos indivíduos afetados, requerendo acompanhamento médico constante de forma a conduzir o tratamento adequada para controle dos sintomas.

Segundo os investigadores, aqueles que dormem menos ou mais do que o recomendado de sete a oito horas por noite podem ser mais propensos a desenvolver a doença crônica, que causa inflamação nos intestinos. Os autores do estudo concluíram que a duração e a qualidade do sono são fatores fundamentais a serem considerados entre os pacientes com doenças inflamatórias intestinais.

Tanto durações curtas como longas do sono têm implicações importantes para a saúde, e estão associados ao aumento da mortalidade geral, doenças cardiovasculares e câncer, informa o autor do estudo, o Dr. Ashwin Ananthakrishnan, do Massachusetts General Hospital de Boston, Estados Unidos. Segundo ele, os resultados da pesquisa indicam que menos de seis horas de sono por dia e mais de nove horas de sono por dia estão associados a um maior risco de colite ulcerativa.

O estudo, publicado recentemente na revista Clinical Gastroenterology and Hepatology, incluiu mulheres inscritas no “Nurses Health Study I” em 1976 e no “Nurses' Health Study II  em 1989. A cada dois anos, as mulheres completaram questionários detalhados. Os pesquisadores observaram que o período de acompanhamento prolongado lhes permitiu analisar a relação entre o sono e a incidência da doença.

Em um estudo anterior, os pesquisadores também descobriram que seis meses de má qualidade do sono esteve associada com um aumento de duas vezes no risco de crises para uma outra condição inflamatória, doença de Crohn.

FONTE: Associação Americana de Gastroenterologia, comunicado à imprensa, 21 de outubro de 2014.

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: