Publicidade

Notícias de saúde

Pais Norte-Americanos Aprovam Teste de DST nas Escolas

NOVA YORK (Reuters Health) - Tanto os pais quanto os estudantes parecem ser favoráveis à realização de exames de DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) feitos nas escolas secundárias, segundo estudo recente realizado na Louisiana.

A equipe da pesquisadora Malanda Nsuami, do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Estado da Louisiana, em Nova Orleans, informou que 97 por cento dos pais concordaram com o teste para clamídia e quase 90 por cento dos estudantes fizeram o teste durante os três anos do estudo realizado em três escolas secundárias públicas.

Essas descobertas "são uma grande promessa para o controle das DSTs entre adolescentes", afirmaram os pesquisadores na edição de setembro do Sexually Transmitted Diseases.

Com o consentimento dos pais, os especialistas realizaram vários exames para detecção de clamídia em escolas do ensino médio durante os anos letivos de 1995/1996, 1996/1997 e 1997/1998.

De acordo com os pesquisadores, mais de 80 por cento dos estudantes foram testados para clamídia mais de uma vez.

Desses estudantes, 1,8 por cento de homens e 7,7 por cento de mulheres tiveram teste positivo para clamídia no primeiro teste. As taxas em estudantes testados apenas uma vez foram de 6,2 por cento e 12,7 por cento, respectivamente.

De acordo com os autores, as infecções recorrentes foram apontadas em apenas 5,6 por cento dos casos durante o período do estudo.

"A alta aceitação entre os estudantes e a participação constante de uma proporção substancial de jovens deveriam estimular a implementação de programas de exames para DST em outros locais", avaliou a equipe.

Os pesquisadores informaram ainda que "programas de exames regulares para clamídia nas escolas podem reduzir a incidência da doença entre adolescentes".

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: