Publicidade

Notícias de saúde

Novo modelo permite diagnóstico precoce de diabetes 1

12 de julho de 2013 (Bibliomed). Uma nova pesquisa que avalia dados de previsão de riscos a partir de um estudo epidemiológico do diabetes tipo 1 pode sugerir novas formas de prever quais pessoas podem desenvolver a doença.

Pesquisadores desenvolveram um modelo chamado Index60, que avalia riscos proporcionalmente. Ele é baseado na taxa de jejum do peptídeo-C, glicose após 60 minutos e peptídeo-C após 60 minutos de linha de base de testes de tolerância à glicose oral feitos no Diabetes Prevention Trial -- Type 1 (DPT-1).

Os resultados do uso do modelo para previsão de desenvolvimento de diabetes mostraram que o método é bem sucedido, sendo validado em um segundo estudo que envolveu pacientes do TrialNet, outra base de dados de diabéticos.

90% dos pacientes que foram testados com o algoritmo do Index60 foram diagnosticados com a condição.

O objetivo dessa iniciativa é identificar precocemente quais pessoas virão a precisar de tratamento para o controle do diabetes. De acordo com o pesquisador Jay Sosenko, da Universidade de Miami, abordar esses pacientes mais cedo permite que eles tenham mais insulina disponível e recebam os cuidados necessários nos estágios iniciais do processo.

Para isso, é preciso ter tratamentos que consigam bons resultados ainda nos momentos iniciais do desenvolvimento da doença. Os pesquisadores afirmam que atualmente não há nada disponibilizado clinicamente que permita esse diagnóstico precoce, mas essa abordagem inicial pode trazer diversos benefícios para os pacientes.

A pesquisa foi apresentada no 73º encontro da American Diabetes Association.

Fonte: 73st Scientific Sessions – American Diabetes Association, que aconteceu entre os dias 21 a 25 de junho de 2013. Chicago, Estados Unidos.

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: