Publicidade

Notícias de saúde

Dormir faz bem para a memória

07 de fevereiro de 2013 (Bibliomed). Pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, mostrou que a qualidade do sono influencia diretamente na capacidade do cérebro aprender e armazenar memórias.

O estudo envolveu um grupo de 36 voluntários, dos quais metade tinha idade em torno de 20 anos e a outra metade cerca de 70 anos. De acordo com a literatura médica atual, a idade influencia na capacidade cerebral, no sono e na memória.

Os voluntários foram submetidos a uma série de testes, através dos quais a equipe médica constatou que era possível prever a quantidade de sono profundo que cada participante teria com base nas condições de preservação do córtex pré-frontal médio, parte responsável pelo sono profundo e que se deteriora com a idade.

Além disso, os testes mostraram que a quantidade de sono também podia prever como a pessoa se sairia em provas de memória. Os pacientes jovens que tiveram bom sono apresentaram melhor desempenho nos testes do que os participantes mais velhos, cujo sono tinha menor qualidade.

De acordo com os pesquisadores, não é possível fazer muito para restaurar a região do cérebro danificada pela idade, mas eles acreditam que a qualidade do sono possa ser melhorada. Uma das alternativas para essa melhora é usar a estimulação elétrica de determinadas regiões do cérebro durante a noite.

Fonte: BBC, 01 de fevereiro de 2013

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: