Óleo de amêndoas pode estar relacionado ao parto prematuro

Comentar

Fitness Maternidade

O uso frequente de certos remédios herbais durante a gravidez pode aumentar os riscos de partos prematuros.

De acordo com um novo estudo italiano, mulheres que passavam óleo de amêndoa em seus abdomes para evitar estrias tinham chances dobradas de darem à luz antes de 37 semanas de gestação quando comparadas a mulheres que não faziam o mesmo.

Os resultados foram mantidos mesmo após os pesquisadores considerarem fatores que poderiam aumentar os riscos de o problema ocorrer, como o tabagismo, a idade e a gestação de gêmeos. Porém, os pesquisadore afirmam que mais estudos sobre o tema são necessários, já que as grávidas não foram acompanhadas durante toda a gestação e isso pode ter afetado os resultados encontrados.

A pesquisa foi feita na Universidade de Modena e publicada no periódico Human Reproduction.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>