Publicidade

Artigos de saúde

O Sono dos Bebês

Neste Artigo:

- O Sono, para que Serve
- Melhor Posição para os Bebês
- SMIS - O Que É
- Conselhos e Dicas
- Algumas Dicas

O nascimento de um bebê é uma alegria que pode também provocar algumas mudanças de conceito e de atitude, entre os moradores de uma casa e principalmente na mãe. É um novo ser que chega, estranho, necessitando de cuidados especiais. Conhecer alguns pontos básicos de cuidado é, pois, importante.

O Sono, para que Serve

O sono é uma mudança de atividade do corpo e, portanto, não é um estado passivo, e sim, ativo. No período do sono, que passa por vários estágios, desde o sono mais leve até o mais profundo, o cérebro trabalha com força total, selecionando as memórias e elaborando os processos mentais de aprendizagem.

A falta de sono provoca mau humor, dificuldade de concentração e de atenção, e isto ocorre com maior freqüência com as pessoas que se submetem a mudanças no fuso horário, pois o ritmo do organismo é quebrado.

Nos adultos, o sono tem maior duração, enquanto que na criança, o sono é polifásico, ou seja, ela acorda e dorme uma série de vezes durante o dia e a noite.

Um recém-nascido, em geral, dorme até 16 horas por dia. Para que um bebê durma bem e não corra risco de vida, ele deve ser colocado em uma posição segura, pois nos primeiros meses de vida eles permanecerão na posição em que foram deixados durante o sono, começando a virar-se somente algum tempo depois.

Preocupados com o índice elevado de morte súbita de bebês, estudiosos descobriram que a posição em que eles ficam, está relacionada com essa triste estatística. Eles começaram a fazer experiências até que chegaram a uma posição melhor para os bebês, que aconselham às mães.

Melhor Posição para os Bebês

O que está sendo feito em matéria de investigação sobre o sono dos bebês? Os autores atribuem as diferenças na aquisição de marcos motores de desenvolvimento, ao fato de que a posição prona (de bruços) estimula a parte superior do corpo. De fato, médicos do Memorial Hospital de Rhode Island utilizaram ultra-som para examinar o diafragma - o músculo situado entre o peito e o abdômen - essencial para a respiração - em 16 bebês adormecidos. Os pesquisadores examinaram primeiro os bebês enquanto deitados sobre o abdômen, depois deitados de costas. Eles também mediram as taxas cardíacas, freqüência de respiração e níveis de oxigênio no sangue. E constataram que, quando os bebês estavam sobre o abdômen, seus diafragmas eram mais espessos e mais curtos nos pontos-chave do ciclo de respiração. Estas mudanças tornam o músculo mais fraco e menos eficiente, o que os levou a sugerir que a posição em que são colocados a dormir implica na maior ou menor habilidade para responder aos esforços respiratórios.

Em que posição, portanto, é melhor os bebês dormirem? A posição segura, recomendada pela Academia Americana, é de supinação (deitado de barriga para cima), por prevenção da morte súbita.

E qual a posições desaconselhável para se deixar o bebê dormir?

Pronação (de bruços). Existe uma relação entre a síndrome da morte súbita e a pronação.

SMIS - O Que É

A SMIS - síndrome de morte infantil súbita, também conhecida como morte no berço, é alvo de muita atenção da American Academy of Pediatrics - AAP, que iniciou uma campanha de esclarecimento, inclusive nos Estados Unidos. Após a campanha, verificaram que as mortes de bebês diminuíram, o que reforçou a tese de que a posição de bruços, sobre o estômago, enquanto o bebê dorme, é um importante fator de risco.

A SMIS costuma acontecer em bebês recém-nascidos e até um ano de idade, atingindo mais meninos que meninas. Tem causa desconhecida, mas a relação entre a posição prona (de bruços) e a SMIS é muito forte para ser ignorada. Isto porque, apenas nos Estados Unidos, constatou-se que a morte de bebês caiu em 40% nos primeiros dois anos de campanha, onde as mães eram orientadas sobre como posicionar melhor seus bebês durante o sono.

Os resultados colhidos pela AAP não descartam outros fatores que podem influir na SMIS, como a falta de um pré-natal adequado, mães que fumam na gravidez, o calor ou frio em excesso, bebês prematuros ou com peso abaixo do normal e gravidez em adolescentes.

Neonatologistas da Mayo Clinic, em Minnesotta, encontraram algumas evidências de que a posição ao dormir afeta a respiração, embora entendam que este pode não ser o único fator a causar a SMIS. Mas isto não deve preocupar as mães, principalmente as mães de primeira viagem, pois a SMIS não ocorre com freqüência alarmante e também não ocorre se os cuidados básicos forem tomados. As mães devem ter uma postura cuidadosa, sim, mas sem pânico, pois a tranqüilidade no ambiente é um dos fatores básicos para o desenvolvimento do bebê.

Conselhos e Dicas

Para que o bebê tenha um sono tranqüilo, é importante que a mãe verifique se está sequinho com as fraldas, com a alimentação adequada, e a posição correta supina, com travesseiro, que deve ser baixinho, da altura dos ombros. A mãe deve amamentar o bebê no peito tantos meses quanto possível, pois o uso de leite de vaca piora a qualidade do sono.

Algumas mães acreditam que manter o bebê em suas camas é uma forma segura de garantir que tenha um bom sono. Esta atitude tem contra-indicações muito sérias: pode ocasionar traumatismo e asfixia no bebê. É preferível sempre deixar o bebê em seu próprio berço e, assim que possível, em seu próprio quarto.

O travesseiro mais adequado tem cerca de 3cm de altura, sendo seu uso sempre recomendado, uma vez que ajuda a manter as vias aéreas livres. Os erros mais comuns cometidos pelas mães são justamente deixar o bebê sem travesseiro, de bruços ou fazê-lo dormir enquanto mama.

Algumas Dicas

O sono está em nossa vida, em grande parte, contribuindo para a aprendizagem. É importante uma boa qualidade de sono, portanto, e para isso a mãe também deve estar bem descansada, para que a vinda de um novo ser, seja motivo de alegria e não de sustos.

Mãe e bebê merecem ter um bom sono, não apenas a criança. O ritmo de sono-vigília de um bebê pode transtornar, a princípio, o ritmo materno, portanto ela deve tirar sonecas enquanto o bebê dorme, na medida do possível, para estar bem disposta quando ele estiver acordado. A insônia ou o ritmo alterado de sono causa grande tensão e isso pode se refletir no bebê e no ambiente doméstico. Assim, mães muito ansiosas que tiram o bebê do berço 'porque está na hora de mamar' devem rever seus procedimentos e deixar que as coisas fluam no ritmo mais natural possível.

Excesso de zelo pode trazer excesso de cobertas, durante o frio, o que é altamente desaconselhado pelos médicos.

Deixar o bebê de lado pelo medo de ele vir a vomitar também não é o ideal. É importante a prevenção do vômito, fazendo com que o bebê arrote bem antes de ser colocado na cama.Fazer o bebê arrotar entre e após as mamadas ajuda a evitar o refluxo gastroesofágico e, assim, ter um sono melhor.

Pessoas com estado alterado de consciência, seja por drogas, bebidas, estados depressivos, não devem ser permitidas fazer visitas sozinhas ao bebê no berço e muito menos cuidar dele por longo período, sem que outro adulto acompanhe.
Como a posição de costas é fundamental, hoje, para a sobrevivência dos bebês, é aconselhável que campanhas sejam feitas e, em nível individual, que as mães informem suas filhas sobre estes cuidados, com seus novos bebês.

Palavras chave: sono, recém nascido, morte súbita, posição, travesseiro.

Copyright © 2006 Bibliomed, Inc. Revisado 30 de Outubro de 2006



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: