Publicidade

Artigos de saúde

Gripes e resfriados

© Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:

- O que é a gripe? O que é o resfriado?
- Quais são as complicações da gripe e dos resfriados?
- A Vacina contra gripe
- Grupos prioritários para vacinação contra gripe
- Dicas para enfrentar melhor a gripe e os resfriados

O que é a gripe? O que é o resfriado?

Gripe e Resfriado são doenças viróticas, que afetam as vias aéreas superiores (nariz, laringe, faringe, etc), ocasionalmente acometendo as vias aéreas inferiores (brônquios e pulmões). Gripe e resfriado são doenças distintas, como pode ser visto abaixo:

Gripe

  • Causa: Vírus Influenza
  • Febre: Em geral alta, durando 3-4 dias
  • Dor de cabeça: Intensa
  • Dor no corpo: Intensa
  • Fadiga: Mais intensa, podendo durar de 2 a 3 semanas
  • Congestão nasal, coriza e irritação da garganta: Algumas vezes
  • Tosse: Intensa, podendo complicar com sinusite, bronquite ou pneumonia.
  • Tempo de recuperação: de 1 a 2 semanas

Resfriado

  • Causa: Mais de 200 vírus diferentes (rinovírus respondem por 30-35% dos caso. Outros vírus: adenovírus, parainfluenza, vírus sincicial respiratório, Coxsackie, etc)
  • Febre: Rara
  • Dor de cabeça: Rara
  • Dor no corpo: Rara
  • Fadiga: Rara ou Leve
  • Congestão nasal, coriza e irritação da garganta: Comum
  • Tosse: Leve a moderada
  • Tempo de recuperação: de 5 a 7 dias

Apesar da maioria das pessoas acreditar que a Gripe e os Resfriados resultem da exposição ao ar frio do inverno, pesquisas mostram que os famosos "golpes de ar" possuem pouco ou nenhum efeito no desenvolvimento destas doenças - o problema está na queda da umidade (que favorece a proliferação dos vírus) e na maior aglomeração de pessoas em locais mal ventilados. Dieta, exercícios e amígdalas aumentadas também não parecem relacionar-se com aumento da susceptibilidade. Por outro lado, estresse emocional, doenças das vias aéreas superiores (desvio de septo, adenóides, etc) e irregularidades no ciclo menstrual aumentam o risco de acometimento.

Quais são as complicações da gripe e dos resfriados?

O Resfriado agrava as crises de asma e se complica, em 5% dos casos, com infecções dos seios da face (sinusite) ou dos ouvidos (otite). Mas os dados da gripe são mais assustadores. Nos EUA, estima-se que o vírus Influenza (o vírus da Gripe) cause mais de 100.000 hospitalizações e 20.000 mortes a cada ano. As complicações da gripe podem acontecer em qualquer idade, contudo, os idosos e as pessoas com problemas crônicos de saúde (como enfisema ou diabetes), apresentam uma probabilidade muito maior de desenvolver complicações mais sérias.

Sazonalmente, uma cepa diferente de Influenza começa a passar de pessoa para pessoa. Por tratar-se de um vírus "novo", ainda desconhecido pelo nosso sistema imune, poucas pessoas conseguem defender-se a tempo de evitar o desenvolvimento de sintomas.

A pior Pandemia (epidemia mundial) de gripe (a gripe Espanhola, provavelmente causada pelo Influenza A-H1N1) ocorreu em 1918 e matou mais de 20 milhões de pessoas no mundo todo.

A vacina contra gripe

Qualquer pessoa que queira melhorar suas defesas contra o Influenza pode receber a vacina. As crianças podem ser vacinadas contra gripe quando recebem as demais vacinas da infância - não existem riscos aumentados nesta abordagem.

As vacinas ajudam, porém sua fabricação muitas vezes é demasiadamente lenta em comparação à velocidade de propagação do vírus: uma vacina contra uma determinada cepa de Influenza leva cerca de 6 meses para ser produzida, testada e distribuída.

Grupos Prioritários para Vacinação Contra gripe:

· Pessoas com 50 anos de idade ou mais.
· Profissionais de creches ou asilos.
· Adultos e crianças portadores de doenças crônicas pulmonares ou cardiovasculares (incluindo asma).
· Crianças e adolescentes que estejam fazendo uso de Aspirina a longo prazo.
· Mulheres que estarão no segundo ou terceiro trimestre de gravidez durante o inverno.
· Médicos, enfermeiros e todos os profissionais envolvidos na prestação de serviços em saúde, dentro ou fora dos hospitais.

A vacina é eficaz em prevenir a doença em 70 a 90% das pessoas, reduzindo as mortes em 85%. Ainda que a pessoa vacinada seja infectada por uma cepa ausente na vacina, a infecção tende a ser mais branda e a probabilidade de complicações, menor.

Ao contrário da crença popular, a vacina contra gripe não causa Gripe. O risco de efeitos colaterais da vacina existem, mas são extremamente pequenos. O mais comum é um pouco de dor no local da aplicação por 1 ou 2 dias. Algumas crianças podem apresentar febre e dores musculares após a vacina, os sintomas surgem 6 a 12 horas após a aplicação e duram cerca de dois dias.

As vacinas devem ser tomadas anualmente, "atualizando" o sistema imune com as cepas mais prevalentes. Após a aplicação intramuscular, o corpo leva 1 a 2 semanas para produzir anticorpos e conferir proteção.

Dicas para enfrentar melhor a gripe e os resfriados

  • Mantenha uma alimentação saudável
  • Beba bastante líquido
  • Poupe suas energias: durma bem e descanse
  • Não tome antibióticos desnecessariamente
  • Combata a febre e a dor muscular com dipirona ou paracetamol. Não use aspirina
  • Mantenha a casa bem ventilada
  • Evite aglomerações
  • Lave as mãos com frequencia e use lenços descartáveis.
  • Soro fisiológico nas narinas ajuda a combater a obstrução.
  • Não agasalhe seu filho exageradamente, isso pode desencadear uma convulsão febril.
  • Não use medicamentos como xaropes, gotas nasais, ou descongestionantes sem uma avaliação médica.
  • Procure um serviço médico se tiver dúvidas ou ocorrerem complicações.

Copyright © 2016 Bibliomed, Inc.                25 de maio de de 2016



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: