Publicidade

Artigos de saúde

Esportes e Crianças: Qual é o Esporte Ideal Para o Seu Filho?

Quais são os pais que não desejam ter um filho campeão em qualquer modalidade esportiva? Este sonho, muitas vezes, pode ser uma influência positiva na formação física da criança, mas requer alguns cuidados. Mesmo antes da criança nascer o seu futuro esportivo já é discutido e até mesmo traçado.

A primeira pergunta que deve reger a intenção é qual será a prática esportiva ideal para a criança? O momento certo para a iniciação também desperta dúvidas. Uma reposta simples soluciona estas questões. Fazer exercícios esportivos não tem idade. O importante é que seja bem orientado e que siga um programa adequado às necessidades de cada um.

No caso específico de crianças, o esporte tem que respeitar as fases de crescimento. Os pais não devem atrapalhar nenhuma destas fases. A etapa inicial vai até a idade pré-escolar, ou seja, seis anos. Nesta fase não deve existir a preocupação com a competitividade do esporte. Tudo merece ser visto como uma brincadeira, levando em conta o desenvolvimento da psicomotricidade, lateralidade, coordenação motora e equilíbrio.

Neste momento o esporte funciona como um fator motivador. Ele estimula a criança a correr, pular, subir, rolar e engatinhar. Os pais participam desta fase como meros observadores e sem ditar regras. O esporte mais recomendado é a natação. O ambiente aquático diminui riscos de quedas e machucados, além de dar maior autoconfiança. Trabalhando com outras crianças o fator sociabilidade também será desenvolvido.

Como aprender

Passada a primeira etapa segue-se a fase do aprendizado que vai até os dez anos. Os fatores anteriores continuam valendo, agora aliados à questão da flexibilidade. Os exercícios aeróbicos também devem ser introduzidos sendo de baixa intensidade e de longa duração.

Os esportes indicados para esta fase devem aliar atividades como caminhar, pedalar, correr e nadar. Todas auxiliam no desenvolvimento do sistema cardiorespiratório e psicomotor. A agilidade tende a crescer e a ginástica olímpica, ciclismo e corrida são os esportes recomendados.

Continuando o Trabalho

Dos onze anos em diante, a criança desperta o interesse pelo aspecto técnico do esporte. Os exageros devem ser evitados e as atividades anteriores ainda mantidas. Exercícios que fortalecem a potência anaeróbica podem ser acrescentados, em pequenas doses.

Com o início da adolescência e fim da puberdade a força da criança deve ser desenvolvida. Estimular pernas, abdômen, tronco e membros superiores contribui para o desenvolvimento. Uma atenção especial à postura é importante. Depois de todas estas etapas a criança está preparada para se iniciar em um esporte. Tudo sem exageros. São recomendados esportes como basquete, ciclismo, tênis, judô e caratê.

Cuidados como a alimentação e a orientação são fundamentais. A criança deve gastar apenas a energia que pode, nada além. O profissional que irá orientá-la deve respeitar os limites de cada criança e ter conhecimento suficiente para que os exercícios não prejudiquem ao invés de auxiliar no desenvolvimento.

Procure sempre a orientação de um bom médico, como também a de um profissional especializado em esportes.

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: