Publicidade

Artigos de saúde

Como combater os vasinhos das pernas


Por Núcleo de Estética Médica e Emagrecimento
contato@clinicaeme.com.br

80% das mulheres têm vasinhos aparentes em algum lugar do corpo, mais comumente nas pernas. Vasinhos são veias dilatadas bem fininhas que não passam de 1 mm de diâmetro, da espessura de um fio de cabelo e têm coloração arroxeada ou avermelhada. Acometem principalmente as mulheres , por causa do estrógeno e sua principal causa é hereditária. Gravidez, aumento de peso, vida sedentária, uso de pílulas anticoncepcionais e cigarro também favorecem o seu aparecimento.

O problema é meramente estético e não traz nenhum risco à saúde. Além disso, os vasinhos não se transformam em varizes. Para tratar o problema, indica-se dois tipos de procedimento:

-escleroterapia: na injeção de substâncias esclerosantes no vasinho para que ele seque
-o raio laser, aplicado sobre a veia dilatada para queimar o vaso. Este procedimento é menos dolorido e mais indicado em casos de vasinhos com bastante cor.

O tratamento ideal é combinar os dois procedimentos em sessões alternadas. O número de sessões recomendadas depende de cada caso e da quantidade de vasinhos. Em geral, recomenda-se é de 2 a 20 sessões.

Esses tratamentos não resolvem definitivamente o problema, que pode voltar a incomodar depois de certo tempo. Por isso, o ideal é prevenir as condições que desencadeiam o problema.

Para prevenir seu surgimento, siga essas orientações:

  1. Tome anticoncepcional somente com orientação médica. O estrógeno sintético tem ação direta na parede dos vasos sanguíneos e inflama-os, causando as veias dilatadas;
  2. Faça exercícios aeróbicos, porque ativam a circulação;
  3. Evite fazer muita musculação, porque dilata as veias e aumenta a quantidade de vasinhos;
  4. Não fume. O cigarro deixa a pele seca e aumenta as chances de formação de trombos;
  5. Controle o peso. O acúmulo de gordura abdominal aumenta a pressão local e dificulta o retorno do sangue;
  6. Não exagere no salto alto. Sandálias com salto acima de 7 cm mudam a fisiologia do caminhar e contraem o músculo da panturrilha, dificultando a circulação de retorno do sangue;
  7. Nunca use cigarro e anticoncepcional, porque a combinação é perigosa e pode aumentar as chances de trombose venosa.

Publicado em 13 de julho de 2012.



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: