Publicidade

Artigos de saúde

Devem as Crianças Pequenas Dormir na Cama com Seus Pais ?

Dois novos estudos publicados nos Estados Unidos na última semana tem posição antagônica à respeito do hábito de crianças pequenas, de menos de dois anos de idade, dormirem na mesma cama de seus pais.

No primeiro estudo, pesquisadores da U.S. Consumer Product Safety Commission (CPSC) estudaram 515 mortes de crianças que ocorreram na cama de adultos, entre os anos de 1990 e 1997. Em artigo publicado no número de outubro de 1999 da revista Archives of Pediatrics and Adolescent Medicine, os pesquisadores verificaram que a maioria destas mortes se deveu a bebês que ficaram asfixiados por uma posição de bruço, da qual não conseguiram se virar, ou ainda ficaram presos entre o colchão e a lateral da cama, ou ainda, ficaram presos e asfixiados em colchões d'água.

Entretanto, em 121 mortes, a causa foram os pais que ao se virar durante o sono acabaram por sufocar os filhos. O Dr. Suad Nakamura e seus colegas da CPSC, concluíram que colocar crianças de menos de dois anos para dormir juntamente com adultos pode ser potencialmente fatal. Eles recomendam que todas estas crianças sejam colocadas em berços que sigam recomendações de segurança.

O estudo provocou opiniões controversas - um comunicado à imprensa feito pelo Dr. McKenna, da Universidade Notre Dame, em Notre Dame, Indiana, Estados Unidos, disse que os achados do Dr. Nakamura eram muito simplistas e inadequadas.

Um estudo do próprio Dr. McKenna indica que, mesmo estando em sono profundo, as mães acordam em segundos ao menor sinal de ruído ou de movimento dos filhos, e que compartilhar a mesma cama dos pais pode ser de imenso benefício psicológico tanto para os pais como para as crianças pequenas. Para chegar a estas conclusões, o médico usou fotografia noturna usando raios inravermelhos.

Fonte: Archives of Pediatrics and Adolescent Medicine 1999;153:1019-1023.

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: