Publicidade

Artigos de saúde

Medicamento Diminui o Risco de Fraturas das Vértebras em Pacientes Portadoras de Osteoporose

De acordo com estudo publicado na última semana no JAMA - Journal of the American Medical Association, mostra que o medicamento Raloxifeno aumenta a densidade óssea na coluna vertebral e no colo do fêmur, e reduz o risco de fraturas das vértebras em mulheres após a menopausa.

A pesquisa, realizada em 25 países em 7.705 mulheres entre os 31 e 80 anos de idade, e que se encontravam na menopausa há pelo menos 2 anos, sendo portadoras de osteoporose iniciou-se em 1994 e foi mantida por até 40 meses, em busca de observação de efeitos colaterais ao medicamento.

As pacientes foram estudadas de maneira randomizada, e receberam 60 ou 120 mg/dia de raloxifeno ou comprimidos de placebo com a mesma aparência, sem qualquer efeito medicamentoso.

Além disso, todas as mulheres receberam suplementação de cálcio e vitamina D. Ao aderirem ao estudo, foram feitas radiografias da coluna de todas as participantes, em busca de fraturas vertebrais. As radiografias foram repetidas após 24 e 36 meses. Durante o seguimento, procurou-se também observar a ocorrência de outras fraturas ósseas (que não vertebrais) e acompanhar-se a densidade óssea.

Após 36 meses, foram avaliadas as radiografias de 6828 das pacientes; 7,4% delas apresentavam pelo menos uma nova fratura vertebral, incluindo 10.1% das mulheres que receberam placebo, 6.6% daquelas recebendo 60 mg/dia de raloxifeno, e 5.4% daquelas recebendo 120 mg/dia de raloxifeno. Verificou-se uma redução no risco de fraturas vertebrais em 35 a 50% entre as mulheres tratadas com raloxifeno por 36 meses.

Comparado com o placebo, o raloxifeno aumentou a densidade óssea no colo do fêmur e na coluna vertebral em cerca de 2 a 3%.

O maior problema desta droga se dá em relação à problemas vasculares, uma vez que ela predispõe à complicações tromboembólicas no sistema venoso.

E enquanto o raloxifeno pode ajudar a prevenir fraturas, outra técnica pode ajudar a curar as fraturas já ocorridas - a CNN anunciou na última semana que o Dr. Jacques Dion, da Universidade de Emory em Atlanta, ajudou a desenvolver um procedimento chamado vertebroplastia, para tratamento das fraturas da coluna.

Neste procedimento, realiza-se uma injeção de cimento ósseo acrílico no interior da vértebra fraturada, com o paciente acordado. O procedimento é rápido (de uma a duas horas), e pode ser uma nova promessa para pessoas com problemas críticos de osteoporose e fraturas vertebrais.

Fontes:
JAMA 1999;282:637-645
CNN.com

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: