Notícias de saúde

TDAH aumenta risco de acidentes de carro

08 de outubro de 2020 (Bibliomed). Jovens adultos diagnosticados com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) ainda na infância estão em maior risco de se envolverem em acidentes e trânsito, mostra estudo do Universidade de Ottawa, no Canadá.

O estudo mostra que não há risco aumentado para aqueles pacientes cujos sintomas de TDAH diminuíram ao longo da vida.

Para o estudo, os pesquisadores analisaram dados de 441 crianças com TDAH e 231 crianças sem TDAH. Eles foram acompanhados dos 7 aos 25 anos como parte de um estudo que envolveu seis centros nos Estados Unidos e um no Canadá.

Os pesquisadores analisaram os sintomas de TDAH dos participantes e os registros de direção, bem como outras condições de saúde. As outras condições incluem transtorno desafiador de oposição, transtorno de conduta, transtorno de personalidade antissocial e uso de substâncias durante a infância e na idade adulta.

Jovens adultos com e sem histórico de TDAH obtiveram carteiras de motorista em idades e taxas semelhantes. Em comparação com pessoas sem histórico de TDAH, a taxa de acidentes de carro foi 1,45 vezes maior para adultos com histórico de TDAH na infância e 1,81 vezes maior para aqueles com sintomas contínuos. No entanto, as taxas de acidentes foram iguais entre adultos que nunca tiveram TDAH e aqueles cujos sintomas de TDAH remitiram.

Para os pesquisadores, a pesquisa mostra que o TDAH está associado a mais violações de trânsito, incluindo excesso de velocidade, suspensões de licença e comportamentos de risco ao dirigir, indicando que a probabilidade de dirigir de forma arriscada aumenta quando o TDAH na infância persiste na idade adulta.

Fonte: Journal of the American Academy of Child and Adolescent Psychiatry. DOI: 10.1016/S0890-8567(20)30356-7.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários