Notícias de saúde

Problemas financeiros afetam a saúde mental durante a pandemia

10 de setembro de 2020 (Bibliomed). A pandemia de COVID-19 destacou e piorou os desafios de saúde mental enfrentados pela classe operária nos Estados Unidos. Segundo pesquisa da Duke University, quase 70% dos trabalhadores cujo contrato era “por hora” perdeu renda desde o início da pandemia, sendo que cerca de 60% perderam o emprego.

As preocupações com o bem-estar financeiro estavam entre as razões pelas quais até um terço de todos os entrevistados relataram "humores negativos" algumas ou todas as vezes desde o início da pandemia.

Os pesquisadores da Duke entrevistaram 645 adultos que trabalhavam por hora em cargos na indústria de serviços por hora em varejo, serviços de alimentação ou hotelaria em uma cidade não identificada dos EUA. Quase metade dos participantes eram negros, 23% eram hispano-americanos e 83% eram mulheres. A renda familiar média anual entre os participantes era inferior a US$27.000.

Além das interrupções no emprego e na renda causadas pela pandemia, 45% disseram que aumentou o tempo gasto cuidando das crianças em casa, uma vez que os fechamentos das escolas relacionados à contenção do vírus estavam afetando sua capacidade de trabalhar e sustentar suas famílias.

Embora alguns dos "picos iniciais" nos problemas de saúde mental observados no início da pandemia tenham começado a se achatar, eles ainda não voltaram aos níveis pré-COVID. De acordo com os pesquisadores, quanto mais tempo a crise durar, maior será a probabilidade de impacto na saúde mental.

Por outro lado, todos os pesquisadores concordaram que surgiram alguns aspectos positivos. A pandemia destacou a necessidade de reconhecer o sofrimento mental e resolvê-lo, seja por meio de tratamento ou de "autocuidado", como sono adequado e aumento de exercícios e atividades físicas. Além disso, o aumento da telemedicina - consultas com profissionais de saúde por telefone ou online - aumentou o acesso a serviços de saúde mental para muitas pessoas, especialmente aquelas em áreas mais rurais.

Fonte: American Journal of Preventive Medicine. DOI: 10.1016/j.amepre.2020.06.008.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários