Notícias de saúde

Legalização do porte de armas de fogo aumenta os índices de suicídio

02 de junho de 2016 (Bibliomed). Nos Estados Unidos, em muitos estados o porte de armas de fogo é legalizado. Estudo publicado na revista American Journal of Public Health analisou dados de mais de 33 anos e mostrou que em estados onde há mais proprietários de armas de fogo, os índices de suicídio são maiores.

As taxas de suicídio aumentaram em conjunto com a posse de armas, observaram os autores. Para cada aumento de 10 pontos percentuais no nível de posse de armas de um estado americano, a taxa de suicídios com armas de fogo entre os homens aumentou 3 por 100.000 pessoas. Entre as mulheres, o aumento foi de 0,4 por 100.000.

Para o estudo, foram usadas estatísticas governamentais sobre as taxas de suicídio em 50 estados entre 1981 e 2013. Os investigadores tiveram que estimar o nível de posse de armas de cada estado - usando taxas de licença de caça, por exemplo - uma vez que não havia estatísticas a nível estadual durante a maior parte do período de estudo.

Ao longo desses 33 anos, os homens tinham uma taxa muito mais elevada de suicídio com armas de fogo do que as mulheres: a nível nacional, a taxa entre os homens foi de 14 por 100 mil, versus 2 por 100.000 entre as mulheres.

Wyoming, o estado com o maior número de proprietários de armas, também teve a maior taxa de suicídio com armas de fogo entre os homens - em 26 por 100.000. E a taxa entre as mulheres - cerca de 4 por 100.000 - foi das mais elevados a nível nacional.

Fonte: American Journal of Public Health, online, May 19, 2016

Copyright © 2016 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários