Notícias de saúde

Eczema atópico está menos grave em adolescentes

02 de janeiro de 2014 (Bibliomed). Pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas realizaram em estudo cujo objetivo foi determinar a prevalência de sintomas de eczema entre adolescentes e avaliar a tendência temporal, comparando com estudo realizado há 10 anos, em uma capital do Nordeste do Brasil.

O estudo transversal foi realizado a partir da aplicação de questionários a 3.268 adolescentes com idades entre 13 e 14 anos. Amostra foi obtida por meio de sorteio aleatório, respeitando a proporcionalidade entre escolas (públicas e privadas) em cada distrito, envolvendo questões sobre sintomas de eczema.

Foi realizada uma comparação entre os dados obtidos em 2002 e em 2012. Em 2002, as prevalências de eczema ativo, eczema flexural, eczema grave e diagnóstico médico foram, respectivamente, 7,5%, 4%, 3,3% e 6,3%. Já em 2012, os resultados mostraram uma Houve redução de eczema grave e aumento do diagnóstico médico, estatisticamente significantes, com prevalências de 7,9%, 3,9%, 0,73% e 10,9% respectivamente.

Os resultados mostraram um aumento no diagnóstico médico e diminuição da gravidade, o que pode significar um maior acesso ao sistema de saúde, melhor conhecimento pela população e, portanto, um maior controle da doença.

Fonte: 36º Congresso Brasileiro de Pediatria, 08 a 12 de outubro, Rio de Janeiro, Brasil

Saiba mais sobre eczema na infância em Boa Saúde

Limpar as chupetas corretamente diminui risco de alergias. Leia em Bibliomed

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários