Notícias de saúde

Extrair dentes pode prejudicar a saúde

23 de dezembro de 2013 (Bibliomed). Além da auxiliar na mastigação, na fala e na estética, é também função dos dentes manter um padrão respiratório ideal, uma vez que trabalham como colunas que sustentam o espaço da língua e permitem uma respiração saudável.  Quando se extrai um dente, o espaço interno da boca diminui, gerando problemas respiratórios, digestivos e até estruturais.

De acordo com especialistas, a extração de dentes durante tratamentos ortodônticos é contraditória entre os profissionais. Isso porque ocorrem casos onde os dentes podem ser maiores do que a arcada, ou o contrario. Contudo, às vezes é necessário extrair alguns dentes para adequar os demais ao tamanho da boca.

Os dentes mais extraídos são os sisos, principalmente em pessoas que vão colocar aparelhos ortodônticos. Contudo, isso pode resultar em distúrbios de ronco e apneia, sendo comum em 20% dos pacientes com sisos extraídos.

Em alguns casos, é necessário utilizar próteses dentárias para que não ocorram buracos na arcada, evitando, assim, o surgimento de problemas de saúde.

Os principais problemas ocasionados pela extração dos dentes são de ordem respiratória (adenóides, amigdalites, cefaléias, disritmias, epilepsias, leucemias, otites, asma, bronquites, coriza, enxaquecas, espirros, leucopenias etc); bioquímica (aftas, boqueiras, frieiras, hemorróidas, úlceras, azias, diabetes, gastrites, queda de cabelo etc); e equilíbrio esquelético e postural (cifose, dores lombares, lordose, dores articulares e escoleose, entre outros).

Fonte: Versátil Comunicação Estratégica, 20 de dezembro de 2013

Os dentes do prematuro são iguais aos dos bebês que nasceram dentro de gestação normal? Descubra em Boa Saúde

Saiba mais sobre o bruxismo em Bibliomed

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários