Notícias de saúde

Crianças também podem sofrer AVC

21 de outubro de 2013 (Bibliomed). Apesar de raro, crianças podem desenvolver acidente vascular cerebral (AVC). As causas desses são diferentes, mas, nesta faixa etária, a doença tem elevado índice de mortalidade e alto custo social, sendo, por vezes, difícil de ser diagnosticado.

O AVC infantil geralmente se apresenta com dores de cabeça recorrentes, crises convulsivas, ataques isquêmicos transitórios ou instalação súbita de déficits neurológicos.

Podem ocorrer hemorragias associadas a malformações, aneurismas e tromboses. A investigação inicial é feita por tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM), seguindo-se da investigação etiológica com exames laboratoriais, cardíacos.

Outros fatores que podem levar ao desenvolvimento de AVCs são quadros de desidratação, hipercoagulabilidade e meningite podem ocorrer tromboses venosas.

O diagnóstico do AVC infantil pode ser realizado por tomografia computadorizada ou ressonância magnética. O tratamento da doença é feita através de medicamentos e cirurgia.

Os pesquisadores concluíram que o diagnóstico de AVC na infância requer alto índice de suspeita a fim de evitar sequelas irreversíveis. Facilitar o acesso aos métodos de diagnóstico tem permitido o tratamento precoce, melhorando, assim, o prognóstico da doença.

O trabalho, realizado por pesquisadores de Curitiba, foi apresentado no 36º Congresso Brasileiro de Pediatria, que ocorreu de 08 a 12 de outubro no Rio de Janeiro.

Fonte: 36º Congresso Brasileiro de Pediatria, 08 a 12 de outubro, Rio de Janeiro, Brasil

 

Tecnologia permite melhores diagnóstico e tratamento do AVC. Leia em Boa Saúde

Hábitos de vida saudáveis ajudam na prevenção do AVC. Leia em Bibliomed

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários