Ter bons professores na adolescência pode afetar saúde mental na vida adulta

Comment

Comportamento

Pesquisa realizada na Korea University, na Coreia do Sul, mostrou que os professores podem ter impacto a longo prazo na saúde mental de seus alunos. Os dados mostraram que os adolescentes que tinham relacionamentos bons e de apoio com seus professores tornaram-se adultos mais saudáveis.

Para o estudo, os pesquisadores analisaram quase 20.000 participantes em um estudo de saúde dos Estados Unidos, incluindo 3.400 pares de irmãos. Eles foram acompanhados da sétima série até o início da idade adulta e responderam a uma variedade de perguntas sobre problemas de relacionamento com outros alunos ou professores, e se seus colegas ou professores demonstravam se importar com eles.

Na idade adulta, os participantes foram questionados sobre saúde física e mental. O estudo registrou medidas de saúde física, incluindo pressão arterial e índice de massa corporal (IMC).

Os resultados mostraram que os participantes que tinham melhores relacionamentos com professores e colegas também tinham melhor saúde física e mental na faixa dos 20 anos. Quando olharam para pares de irmãos (como uma forma de controlar o contexto familiar), apenas a ligação entre as relações aluno-professor e a saúde do adulto permaneceu significativa.

Pesquisas anteriores sugeriram que os relacionamentos entre os pares dos adolescentes podem estar ligados aos resultados da saúde do adulto, possivelmente porque relacionamentos ruins podem levar ao estresse crônico, o que aumenta o risco de problemas de saúde futuros. Pode ser que outros fatores, incluindo diferentes origens familiares, contribuíram tanto para problemas de relacionamento em adolescentes quanto para problemas de saúde na idade adulta.

Os pesquisadores recomendaram às instituições de ensino o treinamento de professores sobre como construir relacionamentos calorosos e de apoio com os alunos.

Fonte: School Psychology. DOI: 10.1037/spq0000373.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *