Publicidade

Notícias de saúde

De 10% a 40% dos pacientes bariátricos voltam a engordar

15 de novembro de 2012 (Bibliomed). Tem quem acredite que a cirurgia bariátrica, popularmente conhecida como redução de estômago, garante o emagrecimento permanente. Contudo, os índices mostram que de 10% a 40% dos pacientes voltam a engordar depois da cirurgia.

Segundo os especialistas, a cirurgia isolada não garante o emagrecimento. É preciso a realização de um tratamento multiprofissional para garantir o sucesso da cirurgia a longo prazo.

As principais causas do reganho de peso após a cirurgia é a falta de aderência ao tratamento e o abandono do seguimento pós-operatório. Além disso, fatores genéticos, transtornos da alimentação, os maus hábitos de vida, o uso crônico e abusivo de bebidas alcoólicas e a microbiota intestinal podem levar ao ganho de peso.

O peso anterior à cirurgia também influencia no reganho de peso, quanto mais obeso for o paciente antes da cirurgia bariátrica, maior e mais rápido será o reganho caso a pessoa não siga o tratamento pós-cirúrgico.

Dessa maneira, os superobesos voltam à condição de obesos mórbidos, podendo ser indicados para uma nova cirurgia. Para aqueles que a obesidade não é tão severa, o reganho de peso tem uma incidência menor. Porém, eles podem voltar a ter as comorbidades da obesidade como também frustrar sua expectativa de manter o peso desejável.

O tempo médio de reganho de peso da cirurgia é de dois a quatro anos, sendo que a incidência pode chegar aos 40%, conforme o tipo da cirurgia e o índice de massa corporal iniciais. Quanto mais restritiva for a cirurgia, maiores são as chances de reganho de peso e as operações mistas (restritivas associadas à disabsorção) são as que apresentam menos chances de reganho.

O ideal, segundo os pesquisadores, é realizar um preparo pré-operatório que envolva um tratamento psicológico e nutricional, trabalhando a motivação e a conscientização do paciente sobre o comer e a atividade física, além da importância da adesão ao tratamento pós-operatório.

Quando um paciente reganha o peso perdido, é preciso rever o tratamento de transtornos de humor, inserção de um de exercícios físicos, adequação da dieta e estudar quais as causas do reganho relacionadas ao tipo de operação. Aqui, também é importante a criação de uma equipe multidisciplinar para acompanhar o paciente.

Fonte: Press-release, Ketchum, 01 de novembro de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: