Publicidade

Notícias de saúde

Dopamina pode estar relacionada ao ritmo interno do sono

21 de junho de 2012 (Bibliomed). A dopamina, uma substância presente no cérebro, está ligada a diversas questões, como a preguiça, a criatividade, a impulsividade e o comportamento sexual. Agora, um estudo recente afirma que a regulação do sono também pode estar relacionada a esse químico.

Quando a dopamina se prende ao seu receptor cerebral, ela manda um sinal ao corpo informando-o de que é hora de despertar. Para isso, ela causa a diminuição dos níveis do hormônio do sono (a melatonina).

Os pesquisadores tiveram a primeira indicação desse acontecimento ao verem que o receptor 4 de dopamina, uma proteína que fica do lado de fora de certas células e se liga à dopamina, estava ativo numa parte do cérebro chamada de glândula pineal. Essa glândula usa a liberação de melatonina em reposta à luz para controlar o ritmo cicardiano, o relógio interno do corpo.

Quando a dopamina interage com esse receptor, ela interfere com os sinais sendo enviados para as células, levando a uma menor produção e liberação de melatonina. Porém, o ciclo de luz-escuro da dopamina faz com que essa interação aconteça apenas durante a noite.

O estudo dessa questão pode fornecer mais informações sobre o ciclo circadiano e os distúrbios que estão associados a eles. Os resultados encontrados também podem ajudar profissionais médicos a compreenderem problemas de humor e de sono, que envolvem níveis inadequados de dopamina no cérebro e padrões inadequados de sono.

A pesquisa foi publicada no periódico PLoS Biology.

Fonte: Live Science, 19 de junho de 2012-06-20.

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: