Publicidade

Notícias de saúde

Cérebros de mulheres ansiosas trabalham mais do que o necessário

11 de junho de 2012 (Bibliomed). Mulheres que se preocupam demais fazem seus cérebros trabalharem mais do que o necessário, mesmo durante tarefas fáceis. Os pesquisadores responsáveis pela descoberta (feita na Michigan State University) acreditam que o estudo feito por eles pode ajudar no diagnóstico e tratamento de distúrbios de ansiedade.

Mulheres têm probabilidades duas vezes maiores de sofrerem desse tipo de condição, e para entender as razões disso, cientistas mediram a atividade elétrica de cérebros de 79 universitárias e 70 universitários enquanto eles realizavam uma tarefa simples.

Os resultados do experimento mostraram que mulheres ansiosas tinham mais atividade elétrica nos seus cérebros durante a tarefa do que mulheres mais tranquilas. Já os homens ansiosos não apresentaram esse excesso.

"Isso pode ajudar a prever o desenvolvimento de problemas de ansiedade mais tarde na vida de mulheres. É mais uma peça do quebra cabeça para descobrirmos porque mulheres em geral têm mais distúrbios de ansiedade", explica o estudioso Jason Moser.

"Os cérebros de garotas ansiosas têm que trabalhar mais para realizar tarefas porque eles têm pensamentos e preocupações que os distraem. Como resultado os cérebros estão sendo estressados por pensarem demais, o que pode provocar dificuldades (para as meninas) na escola. Nós já sabemos que crianças ansiosas  - e especialmente meninas ansiosas - têm mais dificuldades em algumas matérias, como a matemática", completa Moser.

A pesquisa foi publicada no periódico International Journal of Psychophysiology.

Fonte: Live Science, 6 de junho de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: