Publicidade

Notícias de saúde

Ser destro ou canhoto influencia na tomada de decisões

01 de março de 2012 (Bibliomed). Estudos têm mostrado que há muitos fatores internos e externos que influenciam no modo como pensamos, sentimos, comunicamos e tomamos decisões. Agora, estudo publicado na revista científica Currente Directions in Psychological Science diz que uma influência particularmente poderosa pode vir do próprio corpo.

A chamada “hipótese da especificidade do corpo”, desenvolvida pelo cientista cognitivo Daniel Casasanto, mostra que as peculiaridades do corpo afetem o pensamento de forma previsível nas mais diferentes áreas da vida. Uma da formas como o corpo parece moldar a tomada de decisão é através da lateralidade, ou seja, ser destro ou canhoto.

Segundo Casasanto, ser destro ou canhoto pode influenciar os juízos sobre ideias abstratas, como valor, inteligência e honestidade. Os experimentos mostraram que, em geral, as pessoas tendem a preferir as coisas que se encontram do mesmo lado de sua mão dominante.

O estudo mostrou que essa preferência também pode ser observada em crianças. Contudo, quando a mão dominantes encontra-se deficiente, definitiva ou temporariamente, a pessoa começa a pensar como aqueles cuja a mão dominante é a outra, ou seja, um destro que tem a mão direita impossibilitada, passa a pensar como um canhoto e vice-versa.

Fonte: Diário da Saúde, 25 de fevereiro de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: