Publicidade

Notícias de saúde

Anemia triplica o risco de morte pós AVC

08 de fevereiro de 2012 (Bibliomed). Pesquisa da Escola de Medicina da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, sugere que ser anêmico pode triplicar o risco de morte dentro de um ano após um acidente vascular cerebral (AVC).

Dr. Jason Sico, coordenador do estudo, explica que a anemia é uma condição bastante comum na qual há uma redução dos glóbulos sanguíneos vermelhos saudáveis. Essas células são responsáveis por transportar oxigênio pelo corpo e, quando não funcionam corretamente, podem causar, entre outros sintomas, fadiga, falta de ar, taquicardia.

Pesquisas anteriores mostram que a probabilidade de morte em pessoas anêmicas que sofreram com ataques cardíacos, insuficiência cardíaca ou doença renal são maiores dentro de um ano após tais eventos do que em indivíduos saudáveis.

Dr. Sico e sua equipe revisaram registros médicos de 3.750 homens que sofreram um acidente vascular cerebral isquêmico em 131 unidades de saúde em 2007. Quando comparados com o número de sobreviventes não anêmicos, a probabilidade de morte ainda no hospital foi 3,5 vezes maior, e, após um ano, 2,5 vezes maior.

Os resultados do estudo, que foi apresentado na Conferência Internacional da American Stroke Association Stroke, mostraram que sobreviventes de AVC com anemia moderada tinham duas vezes mais probabilidade de morrer em um período de seis a 12 meses, enquanto as pessoas com anemia leve apresentaram cerca de 1,5 vezes mais chances de morrer no mesmo período.

Fonte: UPI, 4 de fevereiro de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: