Publicidade

Notícias de saúde

Transplantes aumentam o risco de câncer

04 de novembro de 2011 (Bibliomed).  Pessoas que passam por transplante de órgãos têm maiores chances de sofrer de câncer, afirmam pesquisadores do National Cancer Institute, nos Estados Unidos. Segundo o Dr. Eric A. Engels, transplantados de rim, fígado, coração e pulmão têm o dobro de chances de desenvolver tumores quando comparados à população em geral.

A pesquisa analisou dados de 175.732 transplantes (39,7% do total dos EUA em 1987 e 2008). Sessenta por cento dos beneficiários eram do sexo masculino e a média de idade na época do transplante foi de 47.

Os transplantes foram de rins (58%), fígado (21,6%), coração (10%) e pulmão (4%). Os resultados da análise mostraram que das pessoas que se submeteram a essas cirurgias 10.656 foram diagnosticadas com câncer após o procedimento.

O estudo apontou para uma duplicação global de risco de câncer em comparação com a população em geral. Risco foi aumentado para 32 diferentes neoplasias malignas, alguns relacionados com infecções conhecidas como câncer anal, e outras não relacionadas à infecção, tais como cancros da tiróide, melanoma e na boca. Os tumores malignos mais comuns com risco elevado foram linfoma não-Hodgkin (1.504 casos), pulmão (1.344 casos), fígado (930 casos) e rim (752 casos).

O estudo foi publicado no Journal of the American Medical Association.

Fonte: UPI, 2 de novembro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: