Publicidade

Notícias de saúde

Possibilidade de perder a casa aumenta risco de doença mental

24 de outubro de 2011 (Bibliomed).  Pessoas que perderam suas casas ou estão prestes a serem despejadas têm pior saúde mental e mais sintomas físicos do que aqueles com menos estresse relacionado à habitação. Segundo pesquisadores da University of Pennsylvania School of Nursing, nos Estados Unidos, indivíduos com dificuldades financeiras e tensão habitacional podem não ter acesso a tratamentos de saúde, o que agrava ainda mais o quadro.

O estudo foi baseado em dados de uma pesquisa realizada pela equipe de Lipman, em 2008, com cerca de 800 pessoas residentes na Califórnia, Arizona, Nevada e Flórida, estados que representam 51% de todos os pedidos de encerramento da hipoteca daquele ano.

Os resultados mostraram que pessoas que perderam ou perderiam suas casas eram mais propensas a apresentar problemas relacionados à saúde, em especial alterações psicológicas. Além disso, o estudo apontou que essas pessoas não procuravam ajuda profissional para se tratarem.

“Proprietários aflitos cuja saúde mental é prejudicada podem enfrentar desafios maiores do que apenas o de salvar sua situação financeira”, diz Terri Lipman, coordenador da pesquisa. “Aconselhamento médico e cuidados apropriados podem ser necessários para permitir que os proprietários em dificuldade encontrem ou mantenham seus empregos”, completa.

Fonte: UPI, 20 de outubro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: