Publicidade

Notícias de saúde

Ser bilíngue pode atrasar doença de Alzheimer

17 de outubro de 2011 (Bibliomed). Falar mais de um idioma pode ajudar a atrasar a doença de Alzheimer, dizem pesquisadores canadenses. Segundo Dr. Tom Schweizer, neurocientista do Hospital St. Michael, em Toronto, estudo realizado com tomografias computadorizadas de pacientes que tinham sido diagnosticados com Alzheimer mostraram a capacidade que uma segunda língua tem de atrasar os sintomas da doença.

Os participantes foram divididos em dois grupos: o primeiro que falava apenas sua língua natal, e o segundo que era bilíngue. Todos tinham níveis semelhantes de educação e habilidades cognitivas, como atenção, memória, planejamento e organização.

Todos foram submetidos a uma bateria de testes, e os exames mostraram que os pacientes bilíngües mostraram uma maior atrofia na parte do cérebro conhecida por serem afetada pelo Alzheimer. Contudo, os pesquisadores ressaltam que o bilingüismo não previne a doença, apenas torna mais lento seu desenvolviemnto.

Fonte: UPI, 14 de outubro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: