Publicidade

Notícias de saúde

Hipertensão é a principal causa de morte em gestantes

17 de agosto de 2011 (Bibliomed). A principal causa de mortes de gestantes no Brasil e no mundo é a hipertensão. O mal atinge cerca de 7% das brasileiras grávidas. Porém, pouco se sabe sobre a condição.

Quando ocorre durante a gestação, a hipertensão se inicia após as 20 primeiras semanas e desaparece até seis semanas após o nascimento do bebê. Se a hipertensão é acompanhada da eliminação de proteínas na urina, acontece a pré-eclampsia, que afeta 3% das gestantes e pode apresentar sintomas graves como convulsões e inchaços. Como essa condição reduz o fluxo do sangue até a placenta, ela pode oferecer riscos elevados ao crescimento do bebê.

As causas desses problemas ainda são pouco compreendidas, o que complica o tratamento e a prevenção. Alguns dos fatores de risco associados à pré-eclampsia são a idade da mãe, obesidade da gestação, espaço longo entre gestações, gravidez de gêmeos e histórico familiar da doença.

Por enquanto, a melhor forma de tratar a hipertensão na gestação é a interrupção da gravidez, sendo que em alguns casos é necessário esperar o amadurecimento do feto.

De acordo com Carlos Eduardo Poli de Figueiredo, professor titular da Faculdade de Medicina da PUCRS e nefrologista do Hospital São Lucas da PUCRS, “está se tentando estudar, entender e buscar maneiras para descobrir a causa, para encontrar tratamentos e soluções para esta situação. A interrupção deve acontecer em um momento adequado, sempre visando preservar e proteger tanto a gestante quanto o feto. Deve-se lembrar de que se trata de dois pacientes”.

Fonte: Sociedade Gaúcha de Nefrologia (SGN) 16 de agosto de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: