Publicidade

Notícias de saúde

Inverno traz complicações para a asma

08 de agosto de 2011 (Bibliomed). O clima seco do inverno é responsável pelo agravamento de doenças respiratórias crônicas. A mudança de temperatura desestabiliza as defesas do corpo por causar estresse nas vias aéreas, e isso deixa o sistema respiratório mais frágil.

Pessoas que sofrem de asma dever ser especialmente cuidadosas durante a estação. “O ar seco, assim como a queda das temperaturas, intensifica o ressecamento das vias aéreas, agravando as doenças preexistentes e podendo ambém induzir a um controle inadequado da asma”, explica a Dra. Jussara Fiterman, do Comitê Executivo Iniciativa Global Contra a Asma (GINA).

Os primeiros sinais de que a doença está agravada ou mal controlada são a tosse, a falta de ar e os chiados. Quando esses sintomas se manifestam, é importante procurar um médico, para que as crises severas da doença possam ser evitadas.

Nessa época, os asmáticos também ficam especialmente vulneráveis a infecções. O inverno proporciona uma maior proliferação de vírus e também uma maior contaminação entre pessoas. A Dra. Jussara afirma que “quem tem asma pode ter a doença exacerbada pelas infecções virais, tanto devido a diminuição das defesas provocada pela exposição ao frio, quanto pelo aumento da reprodução viral característica dos meses de inverno”.

Para evitar os problemas que acompanham o frio, os ambientes frequentados pela pessoa devem estar sempre limpos, ventilados e umidificados. A medicação deve ser seguida com rigor, mesmo durante períodos de melhora. Apesar de não haver cura para a condição, existem tratamentos que permitem que o asmático viva normalmente, e alguns cuidados garantem a boa qualidade de vida.

Fonte: Acontece Comunicações e Notícias 5 de agosto de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: