Publicidade

Notícias de saúde

Hormônio pode ajudar a melhorar a memória

07 de fevereiro de 2011 (Bibliomed). O hormônio IGF2 pode ser uma nova arma no combate à perda de memória, é o que aponta o estudo realizado por pesquisadores do Mount Sinai School of Medicine, nos Estados Unidos. Tal hormônio foi injetado em ratos, alterando o processo de formação da memória no hipocampo. Essa é a parte do cérebro responsável por criar memórias de lugares, pessoas e coisas.  Duas semanas mais tarde, o hipocampo transforma as memórias de curto prazo pra de longo prazo.

Treinados para não freqüentar determinada área da caixa na qual se encontravam, os ratos que receberam doses de IGF2 durante essas duas semanas de processamento foram menos ao espaço que lhes era proibido. Daí deduz-se que o IGF2 tem efeitos significativos sobre a memória.

“Se adicionarmos o IGF2 no hipocampo, podemos aumentar a formação da memória significativamente", diz Cristina Alberini, uma das responsáveis pela pesquisa. Com a técnica será possível tratar a deterioração da memória que ocorre com o tempo, assim como doenças neurodegenerativas e mal de Alzheimer.

Entretanto, mesmo que em um primeiro momento melhorar a memória pareça uma ótima idéia, o esquecimento também é importante, pois faz parte do processo de funcionamento do cérebro. É o processo de lembrar e esquecer que faz com que as informações sejam filtradas, fixando-se em nossas mentes aquilo que forma mais relevante para nós.

Fonte: Live Science. 26 de Janeiro do 2011.

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: