Publicidade

Notícias de saúde

Dieta rica em carne vermelha aumenta risco de derrame nas mulheres, diz estudo

04 de janeiro de 2011 (Bibliomed).Um estudo realizado recentemente na Suécia traz más notícias para as mulheres que adoram um churrasco. Realizada pelo renomado Instituto Karolinska, a pesquisa com mais de 30 mil mulheres de 39 a 73 anos de idade indicou que aquelas que consomem maiores quantidades de carnes vermelhas - pelo menos 102 gramas por dia - seriam 42% mais propensas a sofrer um derrame, comparadas àquelas que comem menos de 25 gramas diários.

De acordo com os pesquisadores, a alimentação rica em carnes vermelhas é associada a diversos problemas de saúde, incluindo maior risco de alguns tipos de câncer, doença cardíaca e pressão alta. E os resultados do novo estudo “sugerem que o consumo de carnes vermelhas e carnes processadas podem aumentar os riscos de infarto cerebral em mulheres”.

Durante 10 anos, 1.680 participantes (4% das voluntárias) tiveram derrame, principalmente causado pelo bloqueio de uma artéria que leva sangue ao cérebro - conhecido como “infarto cerebral”. E, dividido as mulheres em grupos de acordo com a quantidade de carne consumida diariamente, os especialistas notaram que a ingestão de mais de 85 g por dia estava associado a 22% mais chances de sofrer derrame, em relação ao consumo de menos de 36 g de carne por dia. Além disso, a ingestão excessiva de carnes processadas (41 g, comparado a 12 g), como o presunto, foi associada a 24% maiores riscos.

Publicados na edição de dezembro da revista científica Stroke, os resultados indicaram, ainda, que o consumo de carnes vermelhas não estava associado a outros tipos de derrame, senão o “infarto cerebral”. E, segundo os pesquisadores, outros tipos de carne, como o frango, não foram relacionados a nenhum tipo de acidente vascular cerebral.

Embora não estejam muito claras as razões exatas para essa relação entre uma dieta rica em carnes vermelhas e processadas e o risco de derrame, diversos mecanismos são apontados como responsáveis por isso. Um deles é que a ingestão excessiva desses tipos de carne pode aumentar a pressão arterial, principal causa do derrame. Além disso, o ferro contido nas carnes vermelhas poderia acelerar a produção de radicais livres, que danificam os tecidos. Entretanto, mais estudos são necessários para confirmação.

Fonte: Stroke. 16 de dezembro de 2010.

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: