Publicidade

Notícias de saúde

Maioria dos brasileiros não usa escova de dentes, indica pesquisa

14 de dezembro de 2009 (Bibliomed). Dados do Ministério da Saúde apontam que 58% dos brasileiros não faz uso da escova de dentes e um terço da população nunca fez tratamento dentário. Atualmente, cerca de 40 milhões de brasileiros já perderam todos os dentes, e os números aumentam com a idade – a incidência de doenças periodontais e perda de dentição é muito maior em pessoas acima dos 65 anos. Entre os jovens, os números também são alarmantes: 40% daqueles com faixa etária entre 15 e 19 anos já perderam pelo menos um dente, e o principal motivo – 93% dos casos, segundo o Ministério da Saúde – é a cárie.

De acordo com especialistas, a soma dos dados alavancados nessas pesquisas mostra que o principal motivo da má qualidade da saúde bucal dos brasileiros é resultado da falta de cuidados básicos de higiene. "São problemas simples, que podem ser resolvidos em uma sessão com o dentista e um acompanhamento junto a um profissional, com visitas regulares duas vezes ao ano, mas a maioria das pessoas coloca a saúde bucal em último lugar na escala de prioridades", conta a cirurgiã-dentista Carla Renata Sarni, da rede de Clínicas Sorridents.

Uma das principais justificativas para não se submeter ao tratamento odontológico é o alto custo. Porém a especialista explica que "os tratamentos acabam se tornando caros, pois as pessoas postergam cada vez mais o início do processo e, quando chegam de fato à cadeira do dentista, o que era uma simples cárie se transformou em um canal ou até mesmo em um caso de implante de um novo dente, quando não é possível a recuperação do antigo".

A periodontista Eliene da Silva Santos, da mesma clínica, afirma que problemas como cáries, placa bacteriana e doenças nas gengivas só podem ser identificados por um profissional especialista, e ressalta a importância das visitas regulares ao dentista, além da higiene bucal. De acordo com a especialista, estas doenças bucais podem acarretar problemas e complicações à saúde geral dos pacientes. "Há estudos que comprovam que doenças periodontais e cáries são portas de entrada de bactérias na corrente sanguínea. Quando isso acontece, o paciente fica vulnerável a doenças pulmonares e cardíacas, complicações dos quadros de diabetes e aumento da incidência de nascimento de bebês prematuros ou com sobrepeso", alerta.

Para evitar as doenças bucais mais comuns, Eliene Santos recomenda manter a higienização bucal em dia. Para isso, é necessário conhecer as técnicas adequadas para a escovação e uso do fio dental. Neste sentido, as visitas periódicas ao dentista para manutenção da limpeza bucal são essenciais.

Fonte: Idéias & Efeito Assessoria de Comunicação. Press release. 09 de dezembro de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: