Publicidade

Notícias de saúde

Testosterona aumenta libido em mulher após retirada de ovário

Por Gene Emery

BOSTON (Reuters) - Adesivos de testosterona podem ajudar a restaurar a libido de mulheres cujos ovários foram removidos, relataram pesquisadores na edição de quinta-feira do New England Journal of Medicine.

A testosterona é mais conhecida como hormônio masculino, mas também é produzida em pequenas quantidades nas glândulas supra-renais das mulheres e nos ovários, que também produzem o hormônio feminino estrogênio.

Quando os ovários são removidos, os médicos geralmente oferecem tratamento com estrogênio para prevenir surtos de calor, osteoporose e doença cardíaca, mas não tentam repor a testosterona necessária para manter os níveis de energia, manter a massa muscular e conservar uma libido forte.

O estudo de 36 semanas contou com 75 voluntárias em nove hospitais dos Estados Unidos e verificou que algumas mulheres podem se beneficiar com a terapia de testosterona.

As voluntárias tinham entre 31 e 56 anos de idade e tinham sido submetidas a histerectomia (retirada do útero) e ovariectomia (retirada do ovário).

Os pesquisadores, chefiado por Jan Shifren, usaram vários regimes de placebo (substância inócua) e adesivos de testosterona para verificar o efeito sobre a libido e a satisfação sexual de cada mulher.

A equipe descobriu que o tratamento com placebo funcionou e as doses maiores de testosterona funcionaram ainda melhor.

A porcentagem de mulheres que tiveram sexo pelo menos uma vez por semana subiu de 23 por cento no início do estudo para 35 por cento quando as mulheres usaram dois adesivos de placebo ou quando usaram um adesivo com 150 microgramas de testosterona e um adesivo de placebo.

A taxa subiu para 41 por cento quando foram usados dois adesivos de testosterona.

Cerca de 10 por cento das mulheres relataram ter fantasias sexuais pelo menos uma vez por semana usando dois adesivos de placebo.

A proporção aumentou para 18 por cento com a terapia de dose menor de testosterona e 24 por cento com adesivos de dose dupla. "O tratamento com alta dose de testosterona aumentou a função sexual e o bem-estar psicológico substancialmente mais que o tratamento com placebo", disseram os pesquisadores.

Existem poucos efeitos colaterais, embora as mulheres que usaram a dose maior de testosterona tiveram um pouco mais de acne e pêlos no rosto.

Os pesquisadores informaram que se surpreenderam com o fato dos adesivos de placebo produzirem tamanho aumento na libido, especialmente em mulheres mais jovens. Conforme os pesquisadores, todas as voluntárias disseram querer que a vida sexual fosse mais satisfatória.

Por isso, a adesão ao estudo pode ter facilitado a comunicação entre os casais. A visibilidade dos adesivos também "pode ter estimulado algumas mulheres ou seus parceiros a aumentar a atividade sexual".

O estudo foi financiado pela Procter and Gamble Pharmaceutical e realizado por Watson Laboratories e o Hospital Geral de Massachusetts e constitui a fase 2 dos testes clínicos do adesivo. Os testes dessa fase determinam se o tratamento de fato funciona conforme o esperado.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: