Publicidade

Notícias de saúde

Saúde auditiva deve ser uma preocupação dos foliões, alerta especialista

20 de fevereiro de 2009 (Bibliomed). Durante o carnaval, muita gente se organiza para cair na folia, mas acaba esquecendo dos cuidados com a saúde, incluindo a dos nossos ouvidos. O batuque das baterias e o volume das caixas de som podem trazer problemas à audição, provocando sensações de surdez e zumbido no dia seguinte à folia.

“Está comprovado que sons acima de 85 decibéis são prejudiciais se o tempo de exposição ao barulho for prolongado. No carnaval, medições realizadas chegam a apontar impressionantes 110 decibéis, intensidade próxima a de uma turbina de avião. Consequentemente, no dia seguinte à folia, as pessoas podem ter a sensação de pressão nos ouvidos, zumbido e dificuldades para ouvir”, explica a fonoaudióloga Isabela Gomes.

Ela recomenda, para aqueles que pretendem participar de blocos, bailes ou acompanhar trios elétricos, que mantenham uma distância mínima de dez metros do equipamento de som e que usem protetores auriculares para diminuir o impacto do barulho nos ouvidos. E os músicos também devem usar esses protetores, também chamados de atenuadores.

A exposição prolongada ao som alto por anos seguidos pode levar a diversos graus de surdez. A Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia estima que, no Brasil, 15 milhões de pessoas sofrem algum tipo de perda auditiva, e que cerca de 350 mil não ouvem qualquer tipo de som. “Saúde auditiva é coisa séria! Caia na folia, mas sem descuidar de seus ouvidos”, concluiu a fonoaudióloga.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Centro Auditivo Telex. 18 de fevereiro de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: