Publicidade

Notícias de saúde

Falta de UTI neurológica impede melhor tratamento de AVC, diz estudo

25 de agosto de 2008 (Bibliomed). Um estudo realizado em Salvador-BA e apresentado este mês no Congresso Brasileiro de Neurologia confirma que pacientes que sofreram um acidente vascular cerebral isquêmico se recuperam melhor sob os cuidados em uma UTI neurológica.

O acidente vascular cerebral é uma síndrome que se caracteriza pelo aparecimento rápido de sintomas ou de sinais de perda localizada da função cerebral, aparentemente devido à causa vascular. A gravidade clínica varia entre a recuperação completa em horas, a recuperação incompleta, ou a evolução para a morte.

De acordo com os autores do novo estudo, em alguns países da Europa e nos Estados Unidos o tratamento do AVC isquêmico é feito na UTI neurológica, mais especializada; enquanto, no Brasil, a realidade é bem diferente, o que impede um tratamento eficiente. Atualmente, há apenas 12 pelo país, incluindo públicas e particulares, o que não atende as necessidades. E os custos para a montagem da UTI neurológica são os mesmos da tradicional.

No estudo, avaliando 282 pacientes atendidos em unidades não-especializadas em um serviço de neurologia em Salvador e 85 pacientes admitidos em uma UTI neurológica, os pesquisadores observaram uma recuperação muito melhor no segundo grupo. As pessoas que tiveram o tratamento especializado apresentaram melhor evolução funcional, menor tempo de internação e menor chance de sofrer outro AVC.

Para os especialistas, “o tipo de cuidado especializado, a atenção especializada, reconhece com mais facilidade os sintomas neurológicos, fazendo com que o diagnóstico seja dado mais rápido e o tratamento mais eficaz devido ao tempo de reconhecimento de algum sinal de problema neurológico”.

Fonte: Trixe Comunicação Empresarial. News release. 20 de agosto de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: