Publicidade

Notícias de saúde

TV em excesso aumenta os riscos de asma na infância, indica estudo

17 de junho de 2008 (Bibliomed). Crianças que passam mais de cinco horas por dia na frente da televisão estão sob maior risco de desenvolver asma, segundo estudo da Universidade Católica de Roma. A pesquisa indicou que o perigo dessas crianças terem a doença respiratória aumentou mais de 50%, em comparação com aquelas que assistiam TV apenas uma hora por dia.

De acordo com os autores, as crianças que levam um estilo de vida mais parado em frente à TV respiram mais superficialmente do que aos mais ativos. E a inspiração profunda cumpre um papel importante para o funcionamento dos pulmões. "Permanecer sentado por muitas horas está associado a uma redução nos suspiros espontâneos, que regula as vias aéreas", explicou o Dr. Giuseppe Corbo, líder da pesquisa.

O estudo avaliou mais de 20 mil crianças com idades entre seis e sete anos. E indicou, como fatores de risco para o desenvolvimento da asma infantil, além das horas em frente à TV e ao computador, a obesidade e uma alimentação rica em sal (aqueles com maior ingestão de sal eram duas vezes e meia mais propensos a ter a doença).

Os resultados também revelaram que as crianças que passavam mais tempo vendo televisão ou brincando no computador eram mais propensas a serem menos fisicamente ativas e terem pior alimentação.

Segundo a Fundação Britânica do Pulmão, mais de um milhão de crianças britânicas têm asma, e "a obesidade, o excesso de TV e uma dieta rica em sal levam as crianças a um começo de vida ruim".

Fonte: Epidemiology. 27 de maio de 2008

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: