Publicidade

Notícias de saúde

Dia ou noite: qual a preferência de crianças e adolescentes

21 de fevereiro de 2008 (Bibliomed). A adaptação aos horários nem sempre é fácil, especialmente quando se é criança ou adolescente. Na infância, a pouca responsabilidade quanto aos fatos do dia-a-dia faz com que, muitas vezes, a hora seja o evento menos importante diante das vontades. Já na adolescência, os conflitos, a transição para a idade adulta, as transformações do corpo, a necessidade de se auto-afirmar, entre outras questões, são os motivos que por vezes influenciam sobre as preferências entre o dia e a noite, não somente quanto ao período de lazer, mas também quanto ao rendimento escolar.

Um interessante artigo publicado pela revista especializada Personality & Individual Differences aborda especificamente sobre as preferências quantos aos horários na infância e adolescência. Os autores procuraram identificar quais os fatores interfeririam nessa escolha.

Estudantes entre 8 e 16 anos foram entrevistados para saber a opinião sobre "qual é a melhor hora do dia". De acordo com a maioria dos questionários, por volta dos 13 anos há uma maior tendência para a noite. Essa opinião não variou muito entre meninos e meninas, mas fatores culturais e étnicos demonstraram ter um papel importante nesta escolha, principalmente entre os mais velhos.

A importância dessa pesquisa se baseia principalmente nas implicações quanto ao rendimento escolar, de forma bastante significativa entre as crianças mais velhas. A preferência por sair à noite muitas vezes interfere negativamente na performance na escola e, esse fato deve ser levado em consideração ao se tentar orientar e educar esses indivíduos.

Fonte: Personality & Individual Differences; 2007; 33 (7): 1083 – 1090

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: