Publicidade

Notícias de saúde

Apnéia obstrutiva do sono é comum em diabéticos

28 de Agosto de 2007 (Bibliomed). A apnéia obstrutiva do sono ocorre devido a uma obstrução periódica das vias respiratórias superiores, durante o período de descanso noturno. É mais comum em pessoas obesas, e resulta numa queda da concentração de oxigênio circulante no período de sono, fato quer traz desconforto e resulta em despertares repetidos. Dessa forma, observa-se uma redução da qualidade do sono, culminando em sonolência diurna, cansaço e queda da capacidade produtiva.

Pesquisadores norte americanos verificaram a incidência da apnéia obstrutiva do sono, dentre os pacientes com diabetes mellitus, que não tinham dependência de insulina. Foram incluídos na pesquisa 279 pacientes diabéticos, os quais foram investigados quanto à presença do distúrbio do sono.

Os resultados apresentados revelaram, que a prevalência da apnéia obstrutiva do sono, dentre os diabéticos, é elevada, afetando cerca de 40% dos participantes do estudo. Os homens com diabetes apresentaram uma associação em 49% dos casos à enfermidade do sono, enquanto apenas 21% das mulheres diabéticas tiveram a doença associada. As variáveis, relacionadas a maior risco de surgimento da apnéia obstrutiva do sono, foram idade maior ou igual a 62 anos, sexo masculino, obesidade, ronco durante o sono e relato de despertares noturnos freqüentes.

Assim, os autores concluem que a população de diabéticos merece ser avaliada quanto à presença de apnéia obstrutiva do sono, pois constituem um grupo de maior risco. Além disso, este distúrbio do sono associa-se a outras condições como pressão alta, doenças do coração e menor resposta à insulina.

Fonte: Endocr Pract. 2007; 13 (4): 355 – 362 (Jul-Aug).

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: