Publicidade

Notícias de saúde

Admissão em unidades de cuidados intensivos associa-se com manifestações ansiosas

01 de Agosto de 2007 (Bibliomed). A ansiedade é um transtorno psiquiátrico bastante comum na população geral. Costuma manifestar-se com preocupação excessiva, irritabilidade e apreensão, diante de situações que normalmente não significam grandes problemas para a maioria das pessoas. Também pode cursar com sintomas físicos de coração acelerado, tensão muscular, sensação de bolo na garganta e mãos frias. A ansiedade causa sofrimento intenso, limitações no convívio social e piora da qualidade de vida.

Uma pesquisa, publicada na revista Korean Journal of Medicine, em junho de 2007, avaliou o nível de ansiedade de pacientes admitidos em centros de cuidados intensivos. Foram incluídos no estudo 48 indivíduos, os quais responderam a um questionário padronizado.

Os resultados divulgados revelaram que 60% dos pacientes apresentam níveis de ansiedade classificada como de moderada a grave. Os doentes, admitidos em unidades coronarianas, são os que apresentam os maiores níveis de ansiedade, quando comparados aos que ingressam a unidades de cuidados pós-operatórios e a centros de cuidados pós-cirurgia pulmonar. Outro fator, que exerce influência no nível de ansiedade dos pacientes, é a duração da internação nos centros de cuidados intensivos, sendo que as manifestações ansiosas aumentam quanto mais prolongada for a estadia.

O estudo conclui que os pacientes internados em unidades coronarianas, por período superior a 4 dias, são os que cursam com maiores níveis de sintomas ansiosos.

Fonte: Taehan Kanho Hakhoe Chi 2007; 37 (4): 586 – 593 (Jun). PMID: 17615480.

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: