Publicidade

Notícias de saúde

Segurança no trânsito: o que é melhor para as crianças?

25 de janeiro de 2007 (Bibliomed). A cada dia nota-se um aumento do número de acidentes automobilísticos fatais. Uma série de fatores contribui para esta situação, sobretudo a imprudência de muitos motoristas, o aumento da potência e velocidade dos automóveis e as condições ruins de conservação das estradas.

As crianças apresentam-se, usualmente, menos protegidas nos casos de acidentes, pois a maioria dos automóveis não dispõe de dispositivos de segurança correspondentes às suas idades. Sabe-se que o uso de material de contenção apropriado, tais como os cintos de segurança adaptados ou as cadeirinhas, reduzem significativamente a gravidade das lesões de crianças envolvidas em acidentes automobilísticos.

Porém, ainda existem dúvidas sobre qual o melhor dispositivo de segurança para as crianças pequenas. Com o intuito de melhor esclarecer esta situação, um grupo de pesquisadores australianos desenvolveu um estudo publicado na revista Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine, em Janeiro de 2007.

O trabalho consistiu na avaliação da efetividade, do uso de cinto de segurança adaptado, e do assento especial ("cadeirinha") para crianças, com idades entre dois e três anos.

O estudo durou 6 anos e os resultados apresentados demonstraram, que o índice de lesões foi menor nas crianças que estavam usando as cadeirinhas. em relação àquelas protegidas apenas pelos cintos de segurança, próprios para a idade.

Conclui-se portanto, que a proteção conferida pelos assentos especiais, para crianças de baixa idade, é a que fornece melhores resultados no caso de acidentes. Ressalta-se que quando este dispositivo de segurança é utilizado, conforme preconizam as normas vigentes, o índice de proteção é ainda maior.

Fonte: Arch Pediatr Adolesc Med, 2007; 161 (1): 65 – 68 (January).

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: