Publicidade

Notícias de saúde

Gripe aviária: sinal do Apocalipse no século XXI?

04 de janeiro de 2007 (Bibliomed). Um terror vem rondando os últimos anos o mundo: a gripe aviária. A hipótese de uma epidemia mundial vem atormentando autoridades públicas em todos os continentes. Seria ela o sinal do Apocalipse no século XXI?

Para tentar avaliar a gravidade de uma epidemia mundial de gripe aviária, pesquisadores da Harvard Initiative for Global Health, nos Estados Unidos, realizaram um estudo publicado na revista inglesa The Lancet. Seria a epidemia de gripe aviária semelhante à epidemia de influenza (“gripe espanhola”), ocorrida no período de 1918–1920, na qual milhares de pessoas morreram? Os cientistas tinham como meta estimar se uma catástrofe, como essa ocorresse hoje, quais seriam suas conseqüências para o mundo.

Baseado em registros de morte por influenza ocorridos na década de 20 do século passado, os pesquisadores criaram um modelo de estudo, que correlacionou o número de mortes por essa doença para cada pessoa daquela época. Com esse modelo, pode-se pressupor quantas pessoas morreriam por influenza no ano de 2004, caso uma epidemia semelhante ocorresse novamente.

É assustador o resultado obtido. De acordo com o estudo, se uma epidemia como a que ocorreu em 1918 – 1920 se repetisse, cerca de 62 milhões de pessoas morreriam. 96% dessas mortes ocorreriam em países em desenvolvimento, onde as políticas de saúde pública ainda são inadequadas. Caso todas essas mortes se concentrassem em um ano, a taxa de mortalidade mundial aumentaria em 114%.

Se as “profecias dos estudiosos de Havard” forem verdadeiras, novas catástrofes ocorrerão no século XXI, caso as autoridades públicas não tomem as medidas eficazes para a contenção de epidemias como a da gripe aviária.

Fonte: The Lancet; 368: 2211 – 2218.

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: